Vigilantes são condenados por matar pichador

Vigilantes são condenados por matar pichador

Marlon Janke recebeu a pena de 23 anos, e Douglas Rodrigues, 13 anos.

Dois vigilantes foram condenados na noite do sábado (28) pelo Tribunal do Júri de Curitiba pelo assassinato de um estudante em 2007.

Marlon Janke recebeu a pena de 23 anos, e Douglas Rodrigues, 13 anos.

Ambos foram acusados da morte de Bruno Strobel Coelho.

O julgamento, que começou na manhã da última sexta-feira, 27, terminou somente na noite de ontem. Os advogados de defesa de ambos devem recorrer.

De acordo com as investigações, o rapaz estava pichando o muro de uma clínica no bairro Alto da Glória, na capital, quando foi flagrado pelos vigilantes e acabou sendo morto a tiros.

A decisão foi proferida pela juíza Inês Marchalek Zarpelon.

Entre os jurados, a decisão foi apertada. Foram quatro votos pela condenação contra três contrários.

Janke confessou a morte ao depor, alegando que se tratou de um tiro acidental, e pediu desculpas à família de Bruno, filho de um dos principais jornalistas esportivos do Paraná, Vinícius Coelho. A tentativa da defesa foi a de descaracterizar que tivesse havido tortura e formação de quadrilha.

O defensor de Rodrigues, que teria se juntado a Janke a caminho de Almirante Tamandaré, tentou mostrar que Bruno já chegou morto à cidade da região metropolitana de Curitiba, o que o incriminaria apenas pela ocultação de cadáver.

Fonte: g1, www.g1.com.br