Vilma, que sequestrou Pedrinho há 27 anos, é presa novamente em Goiânia

Vilma, que estava em liberdade condicional desde 2008, foi presa com outra mulher

Uma mulher que ficou conhecida no País há dez anos por ter sequestrado dois bebês de uma maternidade e criado ambos como filhos legítimos foi presa novamente na quarta-feira, em Goiânia. A empresária Vilma Martins, 57 anos, foi detida em flagrante recebendo produtos roubados. Em 2003, a mulher foi condenada por ter raptado duas crianças: Pedro Rosalino Pinto, o Pedrinho, que ela registrou como Osvaldo Martins Borges Júnior em 1986, e Aparecida Ribeiro Silva, que foi registrada como Roberta Jamilly Martins Borges em 1979.

Vilma, que estava em liberdade condicional desde 2008, foi presa com outra mulher, Sônia Eliene Silva, 40 anos, por receptação de equipamentos de uma clínica odontológica que haviam sido furtados no domingo, no Jardim Planalto, em Goiânia. As duas ofereceram os produtos a um comerciante, mas a proprietária da clínica já havia avisado a lojas especializadas sobre o crime. A polícia encontrou os equipamentos dentro no carro de Vilma, em abordagem no mesmo setor onde aconteceu o furto.

Vilma e Sônia prestaram depoimento na quarta-feira, no 20° Distrito Policial. Na delegacia, Vilma negou ter participação no crime e disse que os equipamentos furtados estavam sendo transportados em seu carro porque ela estava fazendo "um favor" a uma amiga.

Em 2009, Vilma foi acusada por uma filha dela por crime de apropriação indébita de equipamentos de uma mercearia, mas o inquérito foi arquivado.

Fonte: Terra