Vítima de golpe no facebook explica como foi enganada

Vítima de golpe no facebook explica como foi enganada

Aliciane Melo França conseguir tirar das vítimas cerca de meio milhão de reais

Em entrevista ao jornalista Francisco Garcia, vítima do golpe explica como foi enganada. Para entender o caso, acesse as matérias anteriores através dos links abaixo:

Agora confira a entrevista:

Como tudo começou?

Eu estava na minha página do facebook quando recebi um convite de um juiz federal chamado Paulo Augusto Moreira Lima, ele me disse que estava em Balsas para fazer uma investigação sigilosa e que tinha me visto na rua e gostaria de me conhecer melhor, até ai tudo bem, nunca desconfiei de nada.

Como você se aproximou dele?

Eu nunca via ele pessoalmente, a Aliciane era nosso elo, ela começou a me trazer buquê de flores e chocolates que segundo ela eram mandados por ele, até então meu contato com o juiz era apenas por telefone, ele me ligava manhã, tarde e noite dizia que não podia aparecer por que estava em uma operação sigilosa.

Em que momento você começou a entregar dinheiro pra ele?

Um dia ele me disse que tinha capotado o carro e nesse acidente tinha perdido todos os documentos, inclusive os cartões de crédito e que precisaria de cinco mil reais emprestados, até resolver o problema no banco. eu desconfiei mas acabei entregando o dinheiro na mão da Aliciane para que ela entregasse a ele, esperei o prazo que ele me pediu e assim como combinado ele me pagou.

Tudo isso sem que você visse ele?

Sim, apenas tinha contato com ele pelo facebook e pelo celular, ele dizia que não podia aparecer e que tudo que eu precisasse eu poderia falar com a Aliciane.

Mas como você confiou em entregar dinheiro para uma pessoa que você nunca viu?

Até eu me pergunto isso, mas não dava pra desconfiar, ele tinha um perfil no fecebook, de fato era um juiz reconhecido no Brasil todo, me mandava todos os dias durante uma semana, buquês de flores e chocolate, me ligava como disse anteriormente manhã, tarde e noite, então não tinha como desconfiar.

Depois dos cinco mil reais ele pediu mais dinheiro emprestado?

(Vitima) - Sim, depois que ganhou minha confiança me fez um pedido, falou que os cartões não tinham sido liberados e que precisaria de 37 mil reais, eu tinha esse dinheiro guardado e entreguei na mão da Aliciane para que levasse pra ele.

E como você desconfiou que era um golpe?

Depois de ter emprestado esses 37 mil reais, ele começou a dizer que me pagaria em determinada data, mas no tempo combinado ele começou a me enrolar, ligava pra ele e ele apenas dizia para não me preocupar que eu não iria perder o dinheiro, mas não determinava uma data certa, comecei a pressionar a Aliciane para que ela me levasse até o juiz, mas ela sempre me dizia que não podia fazer isso.

A Aliciane falava o quer pra você?

(Vítima) - Ela dizia: ele existe, isso você pode ficar despreocupada, vejo ele todos os dias. ela chegou a me trazer mais presentes que segundo ela eram mandados por ele, eu falava pra ela: Aliciane preciso do dinheiro. E nisso se passou um mês e nada de receber, foi quando decidi procurar a policia.

Como a Policia descobriu que de fato tudo isso era um golpe?

Contei tudo para a policia e procurei o Juiz verdadeiro, ele me disse que nunca tinha vindo em Balsas e que colocaria um delegado federal para investigar o caso, só ai eu acreditei que fui enganada, a policia federal passou um mês investigando ela, grampeou os telefones e descobriu que ela aplicava esse golpe a mais de seis anos em Balsas, um outra mulher de Balsas entregou mais de 100 mil reais nas mãos dela, só que nesse outro caso ela ou não sei quem se passava por um grande fazendeiro e que namorava há mais de cinco anos com essa mulher, mas também nunca tinham se visto, a policia descobriu ainda que tinha mulheres de São Raimundo das Mangabeiras e Presidente Dutra.

Como você se sente com a prisão dela?

Aliviada, eu pensei que minha vida tinha acabado, eu sofri, eu passei noites chorando e sem saber o que fazer, mas hoje eu sei que tive coragem de denunciar e a Justiça foi feita, muitas outras mulheres em Balsas já foram vitimas e nunca tiveram essa coragem.

E quem se passava pelo juiz?

Olha isso ainda é um mistério, a policia deve questionar os amigos dela para tentar revelar quem se passava pelo Juiz e pelo empresário, espero que quem colaborou com os crimes seja preso.

A entrevistada não quis se identificar, pois se trata de uma pessoa pública.

ENTENDA O CASO:

A mulher costumava criar um perfil falso na internet e depois atrair as vitimas se passando pelo juiz federal Paulo Augusto e por um empresário do agronegócio, Junior Betone. A partir desse contato, ela tirava dinheiro das vitimas por meio de ameaças.

Aliciane Melo França, que segundo a Polícia Civil é considerada uma das maiores estelionatárias da região sul do Maranhão, foi presa na manhã deste sabado (05).

Fonte: Cidade e diaria