Vizinho acusado de matar adolescente de 13 anos se entrega

Ele disse que estava sob efeito de drogas.

O suspeito de matar uma menina de 13 anos em Cidade Tiradentes, na Zona Leste de São Paulo, se entregou à polícia nesta terça-feira (25). Segundo a polícia, o homem de 44 anos era vizinho da vítima.

Giovana Lucilly Balduíno foi vista pela última vez na tarde de domingo (23). Imagens de câmeras de segurança mostram que ela tinha ido ao supermercado, perto de casa, quando desapareceu. A família chegou a colocar cartazes pelo bairro para localizar a adolescente.

Segundo a tia da vítima, Elaine Cristina Balduino, a menina era doce, estudiosa e educada. “Uma criança até um pouco atípica para a realidade que a gente tem da juventude de hoje”, afirmou. “Ela não costuma sair sem avisar, ela nunca fez isso. A minha irmã estranhou a demora dela, pediu para outra irmã dela ir na casa lá na rua que ela morava, que é a rua da igreja. E não sabíamos de Giovana.”

Segundo a Polícia Militar, o corpo da vítima foi encontrado na tarde de segunda (24) debaixo da cama na casa do suspeito, que mora em frente ao prédio da família. A vítima estava com um saco na cabeça e em parte do tronco. No chão havia rastro de sangue entre os cômodos.

O suspeito se apresentou na delegacia de Santa Cecília e deveria ter sido levado para o DP de Cidade Tiradentes. Mas, quando a notícia da prisão se espalhou, um grupo grande de pessoas foi para a frente da delegacia.

Houve um princípio de confusão e pedras foram jogadas contra o DP. O Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, foi chamado e reforçou a segurança. O homem acabou sendo levado para outra delegacia.

O suspeito possui quatro passagens pela polícia, duas por roubo, uma por ato obsceno e outra por ameaça. Na delegacia, ele não soube dizer o que o motivou a cometer o crime e acrescentou que estava sob efeito de drogas havia vários dias.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1