Vizinhos saqueiam casa onde menino morreu eletrocutado

Eles acreditam que o dono do terreno eletrificou a cerca para evitar a entrada de crianças.

A casa onde uma criança morreu eletrocutada após tentar pular a cerca para pegar manga em Piracicaba, a 160 km de São Paulo, foi depredada por vizinhos revoltados com o ocorrido no local. Os moradores do bairro saquearam móveis e eletrodomésticos. Eles acreditam que o dono do terreno eletrificou a cerca para evitar a entrada de crianças.

O caso aconteceu na tarde de domingo (22). Com a força da descarga elétrica, Diego Gomes Martins, de 9 anos, morreu na hora. Seu colega, Daniel Diego, de 10 anos, teve ferimentos graves e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa da cidade.

Os moradores do bairro acreditam que o dono da casa eletrificou a cerca para evitar que as crianças entrassem no local. ?Diz que ele puxou o fio do poste, passou pela cerca, aí foi que hoje os meninos vieram e aconteceu isso?, contou a auxiliar de limpeza Sueli da Silva.

Peritos da polícia constataram que havia desvio de energia elétrica na casa. O fio do poste era ligado direto no portão. O dono da casa foi preso por roubo de energia e vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Familiares das crianças ficaram inconformados. ?Meu sobrinho tinha 9 anos, o menino não entendia que tinha um fio que dava choque ali?, disse uma tia do menino, Carla da Silva. ?Eles vieram pegar uma manga, e o meu filho esta na UTI?, desabafou a mãe de Daniel, Maria Teresa Correia.

Legislação

Os limites para o uso de cercas elétricas são definidos por leis municipais. As cercas elétricas devem ser posicionadas retas ou inclinadas para dentro do terreno, e a uma altura mínima de 2 metros.

Apesar da tensão alta, se instalada corretamente, a cerca não oferece risco de vida. ?O fio, se você encostar nele, a tendência é te grudar. Já a cerca elétrica, te dá o impacto, você se afasta?, explicou o tecnólogo Lúcio Almeida.

Seja qual for o sistema de proteção, o dono da casa tem o dever de informar com placas de alerta. ?Se nós temos o direito de nos proteger, nós temos também o dever de maneira ostensiva, no caso da cerca, do arame farpada, dar a saber a outras pessoas que aquela cerca esta eletrificada?, disse o advogado Pedro Maciel.

Fonte: g1, www.g1.com.br