Zona Leste de THE convive com roubos crescentes

Zona Leste de THE convive com roubos crescentes

Para tentar coibir a ação dos bandidos, a Secretaria de Segurança do Estado coloca na região diariamente 14 viaturas

A zona Leste de Teresina é uma das regiões mais visadas pelos assaltantes da capital. Recentemente, dois grandes estabelecimentos comerciais foram assaltados na região e trazem novamente à tona a insegurança dos funcionários destes pontos comerciais e seus proprietários. Segundo o comandante do policiamento da capital, coronel José Albuquerque, pelo menos dois estabelecimentos comerciais de pequeno porte são assaltados por semana na região.

Para os funcionários que trabalham na região, isso gera gera um clima de insegurança muito grande. ?Nos sentimos muito inseguros e isso não é apenas nós que trabalhamos aqui, os clientes também sentem medo. Lojas aqui perto já foram assaltadas e nós ficamos com medo de sermos abordadas também?, disse Mara Carine Farias, que trabalha em uma loja da Avenida Dom Severino.

Para minimizar o medo, os proprietários dos estabelecimentos comerciais apostam em segurança eletrônica e particular, além de alguns truques dos próprios funcionários. ?A porta fica o tempo todo fechada, só abrimos quando tocam a campainha. Além disso temos segurança particular, camêras e todo um sistema dentro da loja interligado com uma empresa particular de segurança e com a polícia. Isso nos tranquiliza e também aos clientes?, pontuou a proprietário de uma loja da zona Leste, Tatiana Fortes.

Segundo o coronel Albuquerque os mais visados são aqueles estabelecimentos de pequeno porte, por não possuírem um sistema de segurança eletrônica e particular e por estarem em locais de menos visibilidade. ?Os maiores alvos, são estes estabelecimentos, mas mais do que eles, eu destaco os transeuntes da região. Eles certamente são mais visados pelos criminosos, por serem alvos mais fáceis?, disse.

Para tentar coibir a ação dos bandidos, a Secretaria de Segurança do Estado coloca na região diariamente, segundo o coronel, 14 viaturas, sendo duas do Ronda Cidadão e cinco do 5º Batalhão da Polícia Militar, além das motos.

?Temos o policiamento preventivo feito pelos policiais da Rone e do 5º Batalhão e o repressivo, realizado pela Rone?, garantiu.

Fonte: Pollyanna Carvalho