Policial acusado de assassinar jovem em Teresina é expulso da PM

Soldado Igor Gabriel matou o jovem Alan Lopes em fevereiro

A PolíciaMilitar do Piauí expulsou de seus quadros o soldado Igor Gabriel de Oliveira, acusado de assassinar o jovem Alan Lopes Rodrigues da Silva, no último dia 20 de fevereiro em um posto de combustíveis de Teresina. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado da última quarta-feira (25). 

Na decisão, a Corregedoria da Polícia Militar rejeitou o argumento da defesa de que o agora ex-policial teria atirado na vítima em legitima defesa. A decisão ainda cita a desproporcionalidade e irrazoabilidade da ação de Igor Gabriel, tendo em vista que a vítima estava em desvantagem númerica, desarmada e prostrada no chão, vindo a ser alvejada pelas costas. 

"As lamentáveis atitudes imputadas ao acusado, maculam a disciplina militar, pois violam, em tese, disposições legais em vigor no Estatuto da PM. Sua conduta acarreta também ofensa à honra pessoal, ao pundonor militar e a decoro da classe", destaca a decisão assinada pelo comandante geral da Polícia Militar, Coronel Carlos Augusto.

O Crime

No último dia 20 de fevereiro,  Alan Lopes e o soldado Igor Gabriel estavam consumindo bebidas alcoólicas em um posto de combustíveis da zona leste de Teresina quando a vítima se desentendeu com um amigo do soldado, durante a briga que se seguiu o soldado atirou 5 vezes contra Alan, que morreu no local. Alan Lopes Rodrigues da Silva é filho de um oficial de justiça do TJ-PI e morreu aos 25 anos de idade. 

O acusado tem 21 anos e era lotado no 7º BPM da cidade de Corrente e permanece preso no Presídio Militar.

Soldado Igor Gabriel (Crédito: Reprodução)
Soldado Igor Gabriel (Crédito: Reprodução)






Fonte: Portal Meio Norte