10 siglas devem anunciar apoio a reeleição de Elmano

10 siglas devem anunciar apoio a reeleição de Elmano

Mainha chegou a afirmar que o Democratas tem um relacionamento positivo com o prefeito Elmano Férrer.

O petista Sérgio Vilela, que atualmente ocupa o cargo de superintendente municipal de Desenvolvimento Rural, afirmou ontem que dentro de 15 dias a pré-candidatura do prefeito Elmano Férrer a reeleição deve receber o apoio de até 10 siglas em Teresina. Vilela foi integrado a equipe de coordenação da pré-campanha ao lado do secretário João Alberto Monteiro, que comanda a pasta municipal do Planejamento.

Vilela também comentou a posição do presidente regional do Democratas, José Maia Filho, o Mainha, que colocou a aproximação entre PT e PTB como empecilho para a legenda apoiar Férrer no pleito deste ano.

Mainha chegou a afirmar que o Democratas tem um relacionamento positivo com o prefeito Elmano Férrer, mas a tendência do partido é marchar com o PSDB ? que tem posta a pré-candidatura do deputado estadual Firmino Filho ? já que o PT caminha para o apoio formal ao PTB.

?Que me conste, o Democratas sempre esteve do lado do PSDB. Nunca procuramos o DEM e eles devem ficar onde estavam. Eles devem resolver os problemas entre eles e não transferir para o PT?, criticou Vilela.

Sérgio ressalta ainda que há um ?grande leques de alianças? a favor da pré-candidatura de Férrer, mas prefere não se adiantar aos presidentes dos partidos no anúncio dos apoios formalizados ou em fase de conclusão.

?Temos conversações com 10 partidos, como o PV, PT, PRTB, PDT, PHS, PPS e PSD. Com certeza a nossa expectativa de anúncio dos partidos será nos próximos 15 dias?, disse Vilela.

O coordenador da pré-campanha afirmou que a comparação entre as gestões de Férrer e de Firmino será favorável ao petebista. ?Quem quer a comparação somos nós, porque são só dois anos de Governo que vamos comparar com oito do Firmino. Qual a obra de Teresina que lembra o Firmino? Vamos mostrar que em dois anos o prefeito elaborou a proposta de uma cidade moderna?, defendeu.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte