17 partidos do PI não prestaram contas na Justiça Eleitoral

Apenas nove partidos políticos piauienses prestaram contas à Justiça Eleitoral das despesas realizadas

Uma simulação da votação que os piauienses deverão fazer em outubro será realizada pelo Tribunal Eleitoral do Piauí (TRE-PI) no próximo sábado, 21. O objetivo é testar todos os sistemas informatizados, transmissão de dados, infra-estrutura, votação paralela e voto em trânsito. Cada zona eleitoral terá, pelo menos, três seções instaladas.

Nos municípios de Piripiri e Piracuruca, em que os candidatos serão escolhidos através do voto biométrico, a particularidade no ensaio da votação será a necessidade de comparecimento dos eleitores nas cinco seções de cada cidade localizadas fora do Cartório Eleitoral. A simulação, que acontece em todo o país, irá utilizar candidatos fictícios, como desenhos e fotos de animais, e deve envolver mais de duzentas pessoas, sendo duas para cada zona e 15 técnicos do TRE-PI.

O TRE-PI vai gastar R$ 11 milhões com as eleições de outubro no Piauí. O custo para que os mais de 2 milhões de eleitores piauienses votem é um dos mais altos do país devido a dimensão territorial do Estado. Apesar de alto, o número é R$ 130 mil mais barato do que o custo das eleições de 2006.

BALANCETE- Apenas nove partidos políticos piauienses prestaram contas à Justiça Eleitoral das despesas realizadas entre os meses de junho e julho. O prazo para o envio dos dados se encerrou no último dia 15 de agosto. No Estado, das 26 siglas, apenas o PSC, PTB, PMDB, PV, PRB, PSB, PC do B, PRTB e PDT entregaram as informações ao TRE-PI. No ano eleitoral as siglas devem enviar balancetes mensais durante os quatro meses anteriores e os dois meses posteriores ao pleito de outubro.

Entre os meses de junho a dezembro, deverão ser apresentados sete balancetes à Justiça Eleitoral, com as contas escrituradas pelas legendas, com os respectivos saldos e a assinatura do contabilista responsável. Os diretórios nacionais de 16 partidos também não entregaram o balancete de julho ao TSE: PCB, PCO, PMN, PPS, PR,PRP, PSC, PSDB, PSDC, PSL, PTdoB, PTB, PTC, PTN, PRTB e PV. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte