180 candidatos já desistiram de disputar eleições no Piauí

Entre os desistentes ao cargo de prefeito, três são do PMDB

Pelo menos 180 candidatos desistiram de disputar as eleições municipais deste ano no Piauí. Desse total, 11 eram candidatos a prefeito, 13 a vice-prefeito e 156 a vereador. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Entre os desistentes ao cargo de prefeito, três são do PMDB (Rubens Alencar, de Valença do Piauí; Augusto César Abreu, de Alto Longá; e Francisco Marques da Silva, de Barras); um do PP (Maria Liduína, de Valença do Piauí) e um do PT (Raimundo Nonato Sobrinho, de Caxingó).

Também deixaram de concorrer ao pleito os candidatos a prefeito Luís Lobo Costa, do PSDB de Currais; Francisco de Assis Sousa, do PTB de São Miguel do Tapuio; Morais de Sousa Siqueira, do PV de Lagoa do Barro; Moisaniel Sousa, do PSB de Lagoinha do Piauí; Messias Ribeiro do PC do B de Brasileira; e Antonio de Sena Rosa, do PSD de Campo Maior.

Os candidatos indeferidos com recurso somam 358, sendo 11 para o cargo de prefeito, 14 para vice-prefeito, e 88 para vereador. Já os que tiveram os registros deferidos com recurso na Justiça somam 90, sendo 36 para o cargo de prefeito, 14 para vice-prefeito, e 40 para vereador. Um candidato a prefeito (Francisco José Silva Veras, do PTB de Cajueiro da Praia) e seu vice (Francisco Rocha de Oliveira) já foram cassados com recurso.

Ainda aguardam julgamento dos pedidos de registro, 11 candidatos, sendo oquatro para prefeito, quatro de vice-prefeito e três de vereadores. Pela legislação eleitoral, enquanto o registro estiver sendo julgado, o candidato poderá continuar normalmente em campanha, inclusive utilizando o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão.

Fonte: Savia Barreto