26 técnicos do Piauí são capacitados em agroecologia

O objetivo principal é trazer uma capacitação mais aprofundada e traçar uma conceituação teórica seguida da prática a respeito da agroecologia

26 técnicos do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (Emater-PI) estão sendo capacitados em curso de Agroecologia. Esses profissionais fazem parte dos escritórios do ógão em diversos municípios, entre eles Guaribas, Picos, Valença e outros, além de quatro técnicos de outros estados que estão incluídos no Projeto Cultivando Saberes. O curso tem duração de 80 horas/aula.

O objetivo principal é trazer uma capacitação mais aprofundada e traçar uma conceituação teórica seguida da prática a respeito da agroecologia. ?No final do curso, nós pretendemos fazer com que esses extensionistas que estão aqui, sejam os representantes da Rede Temática de Agroecologia em cada uma das regionais do Emater. A intenção é que cada uma das regionais tenha um técnico que vai fomentar e aplicar as técnicas em agroecologia?, explica Adalberto Nascimento, diretor-geral do Emater-PI.

O curso está sendo ministrado pelo engenheiro agrônomo Flávio Duarte Nogueira, que já atuou no Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e que, atualmente, aplica todas as técnicas sobre agroecologia em um sítio particular. O foco principal dessa capacitação é colocar a agroecologia como um instrumental de fortalecimento do trabalho dos extensionistas do Emater-PI em todo o Estado do Piauí. O processo capacitador visa colocar o Piauí a frente dessas atividade e que a agricultura local possa adquirir essa nova característica.

O curso começo nesta terça- feira (06) e deve ser concluído no dia 16 de abril. Na primeira semana, o curso conta com uma programação basicamente teórica, que estará dialogando com a prática. Na segunda semana, serão aplicadas técnicas de construção de sistemas de produção agrícola e sistemas de criação animal baseada na agroecologia. A atividade está acontecendo no centro de capacitação do Emater em Teresina.

O Emater desenvolve em suas redes temáticas outras atividade de capacitação. O instituto informa que setores de ovinocaprinocultura, agroindústria, turismo rural, metodologia participativa, aperfeiçoamento no crédito rural, operacionalização em GPS, estão entre as temáticas que devem contar nos cursos de capacitação, assim como agora está acontecendo com a atividade de agroecologia. Essas capacitações são destinadas aos técnicos e também aos agricultores que são atendidos pelas atividades de extensão rural.

Conforme, relata Laura Emília, diretora de Educação e Extensão do Emater, essas propostas de capacitação são fundamentais para manterem os profissionais e produtores atualizados. ?Nós desenvolvemos essas atividades no sentido de aproximar ainda mais os produtores rurais dos técnicos, e dessa forma damos o direcionamento para aquisição de novos horizontes produtivos?, concluiu. (T.T.)

Fonte: Thays Teixeira - Jornal Meio Norte