76% reprovam ofensas a Dilma na abertura da Copa do Mundo, diz pesquisa

76% reprovam ofensas a Dilma na abertura da Copa do Mundo, diz pesquisa

Aprovação do governo Dilma é de 35%, diz pesquisa Datafolha

A aprovação do governo Dilma Rousseff, índice de eleitores que o consideram ótimo ou bom, é de 35%, segundo pesquisa do instituto Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (3). O índice de favoráveis à Copa no país subiu a 63% enquanto 76% não aprovaram as ofensas feitas à presidente na abertura do Mundial, em São Paulo. A pesquisa ouviu 2.857 eleitores em 177 municípios entre os dias 1º e 2 de julho.



No levantamento de junho do Datafolha, a aprovação do governo era de 33%. A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

No levantamento, 38% avaliaram o governo como regular, e, 26%, como ruim ou péssimo.

Em junho, o percentual de eleitores que consideraram o governo regular também foi de 38%. Naquele levantamento, os que avaliaram o governo como ruim ou péssimo foi de 28%.

Copa

A pesquisa Datafolha mostra que a proporção de eleitores favoráveis à Copa do Mundo no Brasil subiu de 51% para 63% em um mês. O orgulho com a realização do Mundial foi a 60%.

O levantamento apontou ainda que, para 76%, os torcedores que ofenderam a presidente no jogo de estreia da Copa, em São Paulo, agiram mal.

Com a Copa, as intenções de voto em Dilma avançaram de 34% para 38%. No mesmo período, o senador Aécio Neves (PSDB) oscilou de 19% para 20%, e Eduardo Campos (PSB), de 7% para 9%. O Pastor Everaldo (PSC) se manteve em 4%.

Economia

A pesquisa apurou também a percepção da população sobre a economia do país. Segundo o levantamento, 29% acham que a situação vai piorar nos próximos meses, e 30% acham que a situação vai melhorar ? eram 26% em junho.

A pesquisa apontou ainda que 58% acham que a inflação vai aumentar. O índice dos que acham que a inflação vai ficar como está foi de 27% no levantamento atual.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00194/2014.

Fonte: G1