A nove dias, Elmano Férrer afirma: "Não vou vestir o pijama"

A nove dias, Elmano Férrer afirma: "Não vou vestir o pijama"

Prefeito diz não poder adiantar nada sobre seu futuro, mas que estará a serviço de Teresina

Elmano Férrer encara seus últimos dias como prefeito de Teresina. Após dois anos de mandato, o antes vice-prefeito conseguiu, durante as eleições, virar uma figura de grande aceitação pública na capital, e dividir a cidade entre eleitores dele e do prefeito eleito Firmino Filho. ?Pessoas me dizem que dei uma cara nova a Teresina?, disse Férrer ao meionorte.com.

O prefeito deixa o cargo debaixo de inúmeras acusações de que deixou a prefeitura sem dinheiro em caixa, mas ele nega: ?Como dizem isso com tantas obras em andamento, e salários pagos??, questionou. Segundo ele, muitas das dívidas apontadas pela oposição são , como as galerias pluviais, obras que não ficarão completas em seu mandato e que Firmino Filho terá de dar continuidade. ?Na época da campanha, disseram que eu não ia pagar setembro, depois outubro, depois novembro, e tudo isso foi pago?, afirma Elmano.

Durante a entrevista ao meionorte.com, Elmano também falou da polêmica da proposta de refinanciamento das dívidas à prefeitura. ?Fizeram um desserviço à cidade?, afirmou. Elmano disse que a derrubada do projeto, que seria de interesse público, foi por questões ?interesse político partidária?. ?Muitas pessoas nos procuraram, querendo tornar-se adimplente?, afirmou o prefeito.

?Não sou um político de carreira, estou cumprindo uma missão?, disse ele. Elmano disse que agora espera concluir seu mandato e depois viajar. Quando voltar, ele garante, estará a serviço da cidade, mas não tem nenhuma intenção de assumir algum cargo executivo, nem pode adiantar nada sobre seu futuro. ?Não vou vestir o pijama!?, brincou.

Fonte: Andrê Nascimento