'A batalha não está perdida', afirma Dilma sobre o Aedes aegypti

Dilma Rousseff concedeu entrevista em Quito, no Equador.

Na manhã desta quarta-feira, dia 27 de janeiro, a presidente Dilma Rousseff, durante entrevista em Quito, no Equador, falou sobre a  "batalha" contra o mosquito Aedes aegypti. A chefe do executivo, que se reuniu com presidente Rafael Correa, também falou sobre as declarações do ministro da saúde, Marcelo Castro.

"A batalha não está perdida, não. Isso não é o que ele [Marcelo Castro] está pensando, nem o que ele disse. O que o ministro disse, é o seguinte: 'se nós todos não nos unirmos, e se a população não participar, nós perderemos essa guerra'. Ele está absolutamente certo", reafirmou a presidente.

Questionada sobre o trabalho desenvolvido pelo ministro, Dilma declarou que ele 'está indo bem'. "Ele domina bastante bem o assunto, e acho que ele vai ter um papel importante na reunião do Mercosul", acrescentou. 

Durante fala com a imprensa na sexta-feira, no Piauí, Marcelo Castro falou sobre o combate ao mosquito: “Há cerca de 30 anos o mosquito vem transmitindo doenças para nossa população e, desde então, nós o combatemos, mas estamos perdendo a guerra contra Aedes aegypti". 

Dilma Rousseff, durante entrevista em Quito, no Equador
Dilma Rousseff, durante entrevista em Quito, no Equador





Fonte: Com Informações do G1