A cinco semanas das eleições, pesquisa indica 52% de apoio a Morales

O estudo mostra que Morales mantém margem significativa em relação ao segundo colocado

O presidente da Bolívia, Evo Morales, tem apoio de 52% a pouco mais de cinco semanas da realização das eleições convocadas para o próximo dia 6 de dezembro, nas quais buscará a reeleição, segundo uma pesquisa publicado hoje pelo jornal "La Razón". A enquete foi realizada pela empresa Ipsos, Apoyo, Opinión y Mercado com a participação de 2.025 pessoas dos nove Departamentos (Estados) do país, entre os últimos dias 10 e 21 de outubro.

O estudo mostra que Morales mantém margem significativa em relação ao segundo colocado, mas que seu apoio caiu dois pontos percentuais, em comparação com os 54% contabilizados há um mês pela mesma empresa. O segundo colocado, segundo a pesquisa, seria o ex-governador regional de Cochabamba Manfred Reyes Villa, com 21% das intenções de voto --um aumento de um ponto percentual em relação à pesquisa do mês passado.

O terceiro na preferência, segundo a pesquisa, é o empresário Samuel Doria Medina, que passou de 11% para 13% de apoio. Em quarto lugar ficaria o ex-prefeito de Potosí René Joaquino, que se manteve com 3% das intenções de voto. Se os dados da pesquisa forem confirmados, Morales seria reeleito já no primeiro turno.

Além disso, o governante Movimento para o Socialismo (MAS) teria maioria parlamentar na Assembleia Legislativa Plurinacional, tanto na Câmara dos Deputados, atualmente de maioria governista, quanto no Senado, que está controlado pela oposição.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br