'Abertura de processo de impeachment contra Dilma é precipitação', diz Fernando Henrique Cardoso

O tucano disse que não faz sentido partidos reivindicarem a saída de Dilma antes de decisões de tribunais

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que a abertura de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff é "precipitação". De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo, o tucano disse que não faz sentido partidos reivindicarem a saída de Dilma antes de decisões de tribunais e provas concretas sobre irregularidades.

"Como um partido pode pedir impeachment antes de ter um fato concreto? Não pode!", afirmou no Fórum de Comandatuba - evento que reuniu ex-presidentes latino-americanos no Sul da Bahia. "Você não pode fazê-lo fora das regras da democracia, tem que esperar essas regras serem cumpridas. Qualquer outra coisa é precipitação." No PSDB, há discordância sobre apoiar o pedido de impeachment. Em ÉPOCA desta semana, dois tucanos defendem em artigos visões bem diferentes sobre a questão.

O governador do Paraná, Beto Richa, tem visão semelhante à do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e afirma que não há, por ora, "fato gerador incontestável". O senador Cássio Cunha Lima tem opinião diferente e diz que há, sim, base jurídica para a abertura de um processo de impedimento de Dilma Rousseff. FHC também comentou, entre outros assuntos, a proposta de redução da maioridade penal. "Eu acho a redução arriscada. Se você reduz para 16 anos, aí o bandido vai pegar uma criança de 15 anos para dizer que não é culpado."


Fonte: Época