Adapi se destaca como uma das melhores agências de defesa

Adapi se destaca como uma das melhores agências de defesa

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reconheceu a excelência nos trabalhos desenvolvidos

Em dois dias duas boas notícias vindas da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi), o Governo do Estado divulgou o último resultado da campanha contra a febre aftosa com índices que colocam o Piauí no patamar de área livre com vacinação. Quarta feira (27), o órgão anunciou outra conquista, o estado está livre do mofo da bananeira, uma praga que destrói a plantação e provoca grandes prejuízos aos produtores.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reconheceu a excelência nos trabalhos desenvolvidos tanto no setor animal, quanto no vegetal da agência piauiense. De acordo com o ministro Mendes Ribeiro Filho, o Piauí, assim como os demais estados do Nordeste, vem desenvolvendo grandes trabalhos no combate à febre aftosa. ?Estamos tendo avanços significativos e essa mudança de status possibilitará superar a crise provocada pela seca no Nordeste. Isso vai atrair empresas, gerar empregos e até permitir a exportação de carne?, destaca.

A Adapi é a maior ferramenta já criada para combater a doença. Hoje, ela esta presente em quase todos os municípios piauienses e tem uma das melhores estruturas do Brasil. São 35 unidades de sanidade animal e vegetal e 177 escritórios de atendimento. Atualmente, todas as fazendas de gado do Piauí são monitoradas por técnicos da instituição.

O governador Wilson Martins elogiou o trabalho da agência e citou que já recebeu elogios de outros estados sobre os trabalhos desenvolvidos por ela. ?Podemos nos orgulhar de ter uma agência tão estruturada e de ter um quadro de servidores excepcional. Hoje, a Adapi é um modelo copiado em outros estados, isso prova que a coisa funciona e funciona bem?, disse.

De acordo com o diretor da Adapi, José Antônio Filho, foi preciso mudar a cultura de muitos produtores rurais para que os êxitos aparecessem. ?Nossa luta é diária, começamos com uma proposta de mudar a realidade da pecuária e da agricultura piauiense. Foi um desafio, quando a agência foi criada todos os dados de propriedades rurais eram ultrapassados. Hoje, temos o controle de cada propriedade do Piauí, isso é uma vitória para todos nós?, finaliza.

Fonte: CCOM