Aécio Neves chama golpe de 64 de "revolução" e ataca Governo Federal

"É ditadura, revolução, ditadura, regime autoritário, que todos lutamos muito para que fosse vencido"

O senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB) chamou de "revolução" a ditadura militar instaurada com um golpe em 1964 ao comentar os ciclos de centralização do poder nas mãos da União desde a Proclamação da República, durante evento de municípios paulistas, em Santos.

"Veio a Revolução de 64, novo período de grande concentração de poder nas mãos da União, apesar de ter sido um período em que foram criadas políticas compensatórias para regiões menos desenvolvidas", disse em fala para evento que reúne os 645 prefeitos paulistas.

O termo "revolução", considerado por historiadores um eufemismo para designar os duros tempos de repressão política, rendeu uma explicação de Aécio à imprensa, que depois se explicou.

"É ditadura, revolução, ditadura, regime autoritário, que todos lutamos muito para que fosse vencido. Uma ditadura que não queremos que se repita mais".

Fonte: UOL