Aécio e Anastasia são acusados de desviar R$ 14 bilhões da Saúde

Procurados, Aécio e Anastasia não se posicionaram sobre a ação

O Ministério Público Federal entrou com ação civil pública na Justiça cobrando do governo de Minas Gerais o repasse de R$ 14, 2 bi para a área de saúde.

Segundo a Procuradoria da República em Minas, esse é o montante que deixou de ser investido entre 2003 e 2012 no governo dos tucanos Aécio Neves e Antonio Anastasia- atualmente senadores- em descumprimentos à Emenda Constitucional 29, que obriga a aplicação minima de 12% do orçamento na àrea.

Os procuradores afirmam na ação que no período de 10 anos ocorreram também manobras contabeis para aparentar o cumprimento da emenda ‘’em total e absurda indiferenca ao Estado de Direito’’.

Segundo os autores, ‘’R$ 9,5 bilhões deixaram de ser aplicados no Sistema ùnico de Saúde (SUS) pelo governo mineiro, quantia que, em valores atualizados, corresponde a um desfalque de R4 14,2 bilhões.

Procurados, Aécio e Anastasia não se posicionaram sobre a ação. Em nota, o PSDB de Minas afirmou que os calculos feitos pelos governos tucanos são os mesmos adotados pelo governo federal.


Image title


Fonte: Estadão