Youssef nega que Palocci pediu dinheiro para campanha de Dilma

O doleiro depôs por três horas na CPI nesta segunda-feira

Image title

O doleiro Alberto Youssef que depôs na manha desta segunda-feira (11) por cerca de 3h na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) disse que não foi procurado pelo ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil) para viabilizar R$ 2 milhões em doações à campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) em 2010.

Essa afirmação de pedido de verba para campanha da presidente Dilma foi relatado pelo ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, em delação premiada.

Youssef afirmoou que não conhece Palocci nem os assessores dele e disse que ele nunca fez pedido de recurso.

O doleiro é um dos principais operadores de pagamento de propina envolvendo ex-diretores da Petrobras. Em delação premiada Youssef já mencionou nomes de diversos políticos por participação do esquema de proprina da empresa.



Fonte: Com informações do UOL