Alckmin discute hoje projeto para fusão de fundações do Estado

A mudança faz parte de uma orientação dada pela FGV.

O governador Geraldo Alckmin convocou uma reunião para hoje com objetivo de discutir propostas que podem resultar na fusão de três fundações do Estado.

A mudança faz parte de uma orientação dada pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), como resultado de uma consultoria prestada para o governo do Estado.

O estudo da FGV defende que a Fundap (Fundação do Desenvolvimento Administrativo), a Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados) e o Cepam (Centro de Estudos e Pesquisas de Administração Municipal), que hoje prestam serviço de auditoria, consultoria, formação e pesquisa deixem de exercer parte dessas atividades.

Pela proposta, após a junção, o objetivo é que as três fundações desenvolvam apenas serviços de formação, pesquisa aplicada e levantamento de indicadores.

De acordo com o secretário de gestão pública de São Paulo, Júlio Semeghini, "algumas alternativas estão em estudo para fundações e empresas, uma delas é juntar duas ou três." O objetivo, segundo ele, seria reduzir estruturas e afinar os trabalhos com objetivos do governo.

"Não estamos falando de reduzir custo, estamos discutindo o foco dessas empresas. O custo pode ser uma consequência ou pode até aumentar", disse. "Estamos avaliando o que pode ser feito para que elas estejam mais focadas nas prioridades do governo, para o bem da sociedade."

Segundo a Folha apurou, o governo tem pressa de resolver o assunto. Por isso, após o aval do governador para o projeto, o que pode ocorrer ainda esta semana, a proposta segue para apreciação da Assembleia Legislativa, o que está previsto para ocorrer ainda em fevereiro.

Críticos à medida dizem que, ao restringir a missão institucional, o governo seria obrigado a contratar entidades privadas para prestar, por exemplo, todos os serviços de consultoria e auditoria.

Também há o temor de que haja demissões, uma vez que parte desses funcionários não tem estabilidade.

A reportagem não conseguiu entrar em contato a FGV.

A reunião do governador será com representantes da Seade e do Cepam, além de Semeghini. Também estará presente a secretária adjunta do planejamento, Cibele Franzese, que é ligada à Fundação Getúlio Vargas.

Fonte: UOL