Antônio Félix sinaliza aumento para o MP e TJ e corte em secretarias

O aumento pedido pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Justiça constitui a pauta mais debatida entre os parlamentares

Em fase final, a proposta orçamentária para 2015 continua sendo o alvo das atenções na Assembleia Legislativa do Piauí, o aumento pedido pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Justiça constitui a pauta mais debatida entre os parlamentares.

Ontem, o deputado estadual Antônio Félix (PSD) sinalizou a busca por soluções para que a fatia solicitada possa ser concedida aos órgãos. "Nós estamos bastante empenhados, preocupados com esses poderes, vou fazer imparcialmente, sem qualquer decisão, a possibilidade desse aumento, acredito que vai se aproximar do valor pedido", disse.

O relator do orçamento ainda se comprometeu a não cortar os recursos de áreas consideradas primordiais para o Estado, dentre as quais estão a saúde e a segurança. Com isso, a cautela passa a ser o principal arcabouço no momento de decisão.

"Nós estamos nos reunindo, pois temos autonomia para a decisão desse orçamento e a casa está extremamente sensível a causa do MP e do TJ, como também sem sair das esferas do Executivo, em relação a saúde, segurança, educação e serviços sociais", declarou.

O parlamentar pretende estender o debate nos próximos dias, através da solicitação de uma reunião com a Mesa Diretora da casa. "posição da Assembleia vai ser decidida entre todos os colegas, estou fazendo um relatório sobre as dificuldades de cada poder, tô pedindo ao presidente que reúna a mesa para que se posicione sobre essa problemática", detalhou, indicando o desejo de colocar em votação na Comissão na próxima quarta (10).

Por fim, Félix admitiu que alguns ajustes deverão ser feitos na adequação do Orçamento 2015, o corte em secretarias seria a única solução cabível, tal como a menor parcela de aumento para o Legislativo.

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Francy Teixeira