Antônio José Medeiros quer ampliar programa Bolsa Família

Antônio José Medeiros quer ampliar programa Bolsa Família

Ampliação do Bolsa Família é uma das metas defendidas pelo pré-candidato do PT ao Governo

A ampliação do Bolsa Família é uma das metas defendidas pelo secretário estadual de Educação e pré-candidato do PT ao governo do Estado, Antônio José Medeiros. Segundo ele, a expansão do programa poderá aumentar o número de crianças matriculadas em cada estado.

Antônio José Medeiros afirma, ao defender sua ideia, que o benefício federal foi um dos principais motivos que fizeram do Piauí o campeão nacional em matrículas de crianças de 5 a 17 anos (93,41%), no levantamento do movimento Todos Pela Educação. Para ele, uma das condições do Bolsa família é manter as crianças na escola.

"A Secretaria de Educação faz um bom acompanhamento da presença dos filhos dos beneficiados pelo programa que, caso não estejam frequentando as aulas, podem perder o benefício.

Com isso, os pais evitam que seus filhos faltem às aulas, que além da merenda escolar, também estão muito mais estruturadas, estimulando mais ainda a presença", ressaltou o secretário.

Como parte dos recursos destinados a cada família é referente a quantidade de filhos que o beneficiado possui na escola, a proposta de Medeiros pretende elevar este valor para aumentar também o estímulo da matrícula e acompanhamento dos filhos na escola.

RENDA - Outra proposta seria expandir o benefício para famílias com renda superior ao teto do Bolsa Família, pagando a esses beneficiados apenas os recursos referentes a quantidade de filhos matriculados.

"Não seria pago o valor referente à alimentação, mas sim o incentivo para as crianças frequentarem a escola. Seria como a volta do Bolsa Escola, criado por Cristóvão Buarque (quando governador de Brasília), que originou todos os programas de transferência de renda", completou Medeiros.

O Bolsa Família inscreve somente aquelas cuja renda mensal é até R$ 140 por pessoa, devidamente cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico).

As famílias com renda mensal (per capta) entre R$ 70,01 e R$ 140,00, só ingressam no programa se possuírem crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos. Já aquelas com renda mensal de até R$ 70,00 por pessoa podem participar do Bolsa Família, independente da idade dos membros da família.

Fonte: Francisco Lima e Thays Teixeira