Após derrota de Serra, Aécio vai a SP discutir renovação do PSDB

Segundo tucanos, o próprio grupo de Serra dispensou a presença de Aécio, com quem disputa poder dentro e fora do partido

Potencial candidato do PSDB à Presidência em 2014, o senador Aécio Neves (MG) desembarcou em São Paulo ontem --um dia depois da derrota do tucano José Serra na disputa pela Prefeitura de São Paulo-- para discutir a renovação do partido.

Aécio não participou da campanha de Serra no horário eleitoral na TV nem de atividades de rua.

Segundo tucanos, o próprio grupo de Serra dispensou a presença de Aécio, com quem disputa poder dentro e fora do partido. Sobre sua ausência durante a campanha paulistana, disse: "Tenho consciência das minhas limitações em São Paulo".

Ontem, ele viajou a São Paulo para uma reunião com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para avaliar a saúde da oposição após as eleições municipais.

Além de discutir a necessidade de adoção de uma nova agenda para o PSDB, os dois fizeram um balanço dos resultados eleitorais em busca de discurso que mitigue o impacto da vitória de Fernando Haddad na capital paulista.

A eleição de Artur Virgílio em Manaus, ACM Neto em Salvador e de Jonas Donizete (PSB) em Campinas (SP) são apontados como paliativos para a oposição.

Aécio pediu votos para esses três candidatos.

"O resultado superou nossas expectativas", disse Aécio, ao fazer a análise do desempenho do PT, que perdeu em outras capitais do Brasil, Aécio afirmou que, à exceção de SP, "o PT caminha de forma célere para os grotões". Segundo ele, um roteiro típico dos partidos tradicionais.

"Não há partido hegemônico. No PSDB, não nos incomodamos tanto com o crescimento do PSB, que parece incomodar o PT", disse.

Em São Paulo, ele também visitou o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, que se recupera de cirurgia.

Apesar dos elogios públicos ao candidato derrotado pelo PSDB, Aécio falou com Serra apenas pelo telefone.

Fonte: Folha