Após exames, vice-presidente José Alencar diz que tumor no abdômen voltou a crescer

O vice-presidente afirmou que se sente bem e seu quadro clínico é estável

O vice-presidente José Alencar fez exames nesta sexta-feira (28), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, que comprovaram o aumento do tumor em seu abdômen.

Embora tenha recebido essa notícia, Alencar se mostrou confiante. "Eu quero dizer que não estou entregue. Estou entregue a quem sempre estive, a Deus", afirmou. O vice-presidente ainda vai definir os rumos de seu tratamento.

O vice-presidente afirmou que se sente bem e seu quadro clínico é estável. "Estou da mesma forma como estava, não mudei nada", disse. Na saída do hospital, após reunião demorada com os médicos, disse que vai levar em consideração todas as orientações que recebeu.

"Vamos ver qual decisão vou tomar. Se for a de quimioterapia, irei fazer com confiança. Temos que fazer as coisas com confiança. Se me convencer de que esse tratamento é correto vou obedecê-lo", disse.

Mostrando serenidade, Alencar disse que não vai perder a esperança. "Se Deus quiser me levar, nem precisa de câncer para isso".

Câncer

Alencar luta contra o câncer no abdôme há 12 anos. Em 24 de julho ele se submeteu à 15ª cirurgia, desta vez por causa de uma obstrução no intestino grosso. A operação mais agressiva aconteceu em janeiro, quando os médicos levaram 18 horas para retirar tumores na região abdominal.

Nos Estados Unidos, Alencar passa por um tratamento experimental que já foi testado, com sucesso, em 30 pacientes. Diferentemente da quimioterapia, o remédio ataca apenas as células que provocam o tumor, evitando que elas continuem a agir.

Fonte: g1, www.g1.com.br