Após propina, prefeito falta ao trabalho

Moradores de Monte Castelo, no interior de SP, estão revoltados

O prefeito de Monte Castelo, no interior de São Paulo, suspeito de exigir propina na execução de uma obra pública, não apareceu na prefeitura nesta quarta-feira (4). Em imagens de uma câmera escondida, Odair Síllis (PMDB) aparece recebendo propina para liberar dinheiro para a construção de uma creche.

Moradores da cidade ficaram revoltados e com vergonha da situação. Nas cenas, o prefeito recebe dinheiro do empresário Edmar Gomes Ribeiro, que constrói a creche. Segundo o construtor, o prefeito exigiu um pagamento de R$ 8 mil. Após receber apenas R$ 4 mil, o prefeito reclama e exige mais dinheiro.

Mesmo após ter sido avisado sobre as imagens, o prefeito negou que estivesse cobrando propina. Nesta quarta, no entanto, ele não foi mais encontrado para falar sobre o assunto. A obra da creche, orçada em R$ 1 milhão, é financiada pelo governo federal. Mas os recursos são administrados pela prefeitura.

Segundo o construtor, mesmo sabendo que o prédio será ocupado por crianças, o engenheiro responsável pela prefeitura o orientou a reduzir a qualidade e a quantidade dos materiais usados. O engenheiro não quis comentar as acusações. O presidente da Câmara Municipal, Edson Carlos Oliveira da Silva, visitou a obra pela manhã.

"Eu tenho certeza de que nós não vamos decepcionar ninguém. A gente tem que trabalhar de acordo com o que tem que ser feito." Os vereadores deverão se reunir para decidir que medida tomar em relação ao caso.

Fonte: g1, www.g1.com.br