Depois de religiosos, Associação gay pede passaporte diplomático

Entidade enviou mensagem ao ministro Patriota requerendo o benefício. Concessão do documento para líderes religiosos motivou o pedido

A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis, e Transexuais (ABGLT) enviou nesta quinta-feira uma mensagem ao ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, em que pede concessão de passaportes diplomáticos para integrantes da associação. O pedido, de acordo com o e-mail da ABGLT, foi motivado pelas publicações, nesta semana, das concessões do passaporte para seis líderes de igrejas evangélicas.

"Soubemos através da mídia que o Itamaraty concedeu passaportes diplomáticos para líderes religiosos, inclusive da Igreja Católica, da Igreja Internacional da Graça de Deus e da Igreja Assembleia de Deus. Tendo em vista que a ABGLT também atua internacionalmente, tendo status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas, além de atuar em parceria com diversos órgãos do Governo Federal, vimos solicitar que sejam concedidos da mesma forma passaportes diplomáticos para os/as integrantes da ABGLT", diz a mensagem, assinada pelo presidente da ABGLT, Toni Reis.

Os portadores do passaporte diplomático têm alguns benefícios, como acesso à fila de entrada separada nos aeroportos. Em alguns países que exigem visto, o passaporte diplomático o torna dispensável. O Itamaraty explica que o documento não dá imunidade diplpomática nem muda procedimentos aduaneiros.

Fonte: G1