Assembleia aprovou reajuste com o Governo já no limite da LRF

Fábio Novo (PT) defendeu uma maior cautela na votação dos projetos

Com o imbróglio envolvendo o reajuste salarial dos policiais, aprovado pela Assembleia na legislatura passada, e a atual situação financeira do Governo do Estado, o deputado estadual Fábio Novo (PT) defendeu  uma maior cautela na votação dos projetos que tangem a elevação na remuneração dos servidores.

Segundo o parlamentar, quando a proposta foi votada, o Piauí já estava com o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) extrapolado, o que reafirmava o ano difícil. “Posso até perder votos, mas não voto mais reajuste para os Poderes como votaram aqui, é uma irresponsabilidade 20% aprovado no ano passado, porque o Estado já estava descumprindo a LRF”, declarou o parlamentar.

Novo indicou que o Governo tem que pensar num contexto global e entrar novamente na inadimplência implicará em prejuízos para todas as áreas, o que impossibilitaria que os compromissos com a folha de pagamento fossem cumpridos regularmente.

“Somos defensores do reajuste dos servidores, mas como aprovar um aumento de 20% se o incremento da receita não chegou sequer a 10%?”, indagou. Para ele, é necessário ter um estudo dos órgãos de controle em mãos para analisar o que é possível fazer, prevenindo que sejam tomadas ações que prejudiquem o equilíbrio financeiro. 

Fonte: Francy Teixeira