Aumento de salário de Wilson traz impacto de R$ 450 mil ao Estado

O salário de Wilson pulará de R$ 12.500 para R$ 16.500.

O governador Wilson Martins (PSB) terá um aumento salarial de R$ 12.500 para R$ 16.500. O acréscimo

nos vencimentos do chefe do Executivo estadual foi aprovado esta semana pela Assembleia Legislativa do Piauí, e já foi enviado ao Palácio de Karnak, devendo ser sancionado em até 15 dias. Pelo menos 529 servidores públicos estaduais ganham mais do que o governador e terão os vencimentos modificados.



O salário do vice-governador Antônio José de Moraes Souza Filho também terá aumento, subindo para R$

14.850. O reajuste de 32% tem o objetivo de resolver o impasse com categorias prejudicadas pelo redutor salarial aplicado no final de junho, como delegados da Polícia Civil e auditores fiscais, e vai gerar impacto de aproximadamente R$ 450 mil na folha de pagamento.

Com cortes nos vencimentos com a aplicação do redutor salarial, as categorias ameaçaram acionar o Governo na Justiça. Martins havia determinado o limite máximo de R$ 12 mil de salário para servidores do Governo. Segundo o artigo 37, inciso 11 da Constituição Federal, nenhum servidor pode receber salário superior ao que é pago ao ocupante do cargo mais alto na hierarquia do poder ao qual está subordinado.

De acordo com o secretário de Administração, Paulo Ivan da Silva Santos, não haverá um efeito cascata, com reajuste nos salários de secretários estaduais. Wilson havia vetado o aumento do próprio salário no início do ano, que deveria subir para R$ 20.025 em função do aumento dos vencimentos dos deputados federais e estaduais. Ele argumentou que o reajuste era inadequado para o momento de reajuste das contas públicas.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte