Bancada federal do PI cobra licitação da ANP para gás

O Piauí faz parte da formação geológica da Bacia Sedimentar do Parnaíba.

A bancada federal do Piauí, juntamente com a do Maranhão, deve se reunir na próxima semana com a presidente da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Magda Chambriard, para discutir a inclusão do Piauí na próxima licitação para a exploração de gás no país. Para isso deverá ser perfurado um poço estratigráfico no Estado, que irá definir o potencial de produção de gás natural do solo piauiense.

?O objetivo dessa iniciativa é investigar a presença de hidrocarbonetos nos sedimentos da Bacia do Parnaíba, de modo a obter informações capazes de atrair um maior número de interessados em investir nas áreas que serão oportunamente ofertadas na 11ª rodada de licitações?, explicou o senador Wellington Dias, que esteve no Seminário Internacional Pré-Sal 2012, realizado no Rio de Janeiro.

A perfuração do poço deverá ser executada pela Petrobras, com recursos oriundos da cláusula contratual instituída pela ANP, que obriga as empresas concessionárias a investir 1% da receita bruta dos grandes campos de produção em pesquisa e desenvolvimento no setor de petróleo e gás.

O Piauí faz parte da formação geológica da Bacia Sedimentar do Parnaíba, que inclui o Maranhão e uma pequena parte do Tocantins. As primeiras explorações no Maranhão apontaram grande reserva de gás, o que torna ainda maior a perspectiva para o Piauí. A Agência está planejando a perfuração desse e de outros poços nessa mesma condição. A data de execução desses trabalhos depende ainda da definição de prioridades internas da Petrobras.

De acordo com Wellington Dias, a realização da 11ª rodada de licitações já se encontra aprovada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), faltando apenas a autorização da Presidência da República. Também foi solicitada uma agenda com a presidenta Dilma Roussef para tratar da liberação da 11ª rodada de licitações da ANP.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte