Bancada do PT deverá ser a maior da Câmara

Em um eventual governo Dilma, a base de apoio será ampliada na Câmara

O PT deve eleger a maior bancada na Câmara dos Deputados, segundo projeções feitas por empresas de consultoria política e pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), entidade que monitora projetos de interesse de sindicatos no Legislativo.

A empresa MCM Consultores Associados projeta uma bancada petista de 106 integrantes, 31 a mais do que o número de eleitos há quatro anos. O PMDB também tende a crescer, passando de 89 para 95 deputados, de acordo com a mesma análise.

Para fazer seus cálculos, a MCM desenvolveu uma metodologia que leva em conta a força de cada partido nas últimas eleições para presidente, para governador e para a Câmara.

Segundo a empresa, o PSDB tende a encolher, de 65 para 54 representantes, enquanto o PSB deve crescer de 27 para 31 deputados.

Já o Diap estima que o PT elegerá entre 85 e 110 candidatos à Câmara, enquanto atribui ao PMDB chances de ganhar de 75 a 100 cadeiras.

Base maior. "A principal conclusão das projeções, caso se confirmem, é que a atual oposição, no conjunto, perderá vagas em relação à situação", afirmou Antônio Augusto de Queiroz, diretor de Documentação do Diap, em artigo publicado na internet. "Em um eventual governo Dilma, a base de apoio será ampliada na Câmara. Se, eventualmente, o eleito for José Serra, ele terá uma oposição com poder de veto em relação a propostas de emendas à Constituição."

Ao fazer suas projeções, o Diap leva em consideração fatores como o perfil dos candidatos, a trajetória e popularidade do partido nas últimas eleições, os recursos disponíveis na campanha, vinculação a candidatos majoritários (senador, governador e presidente) e apoio governamental (máquinas municipais, estaduais e federal).

Fonte: MSN, www.msn.com.br