Bloco do PT e PTB vai indicar presidente da CCJ na Assembleia Legislativa do Piauí

“Era o que esperávamos, pois era o que valia o Regimento. Decidimos a fórmula de escolha, a maior bancada ficará com esse direito”, disse em entrevista ao Jornal Meio Norte

Após ser adiada por duas ocasiões, a reunião com os líderes das bancadas e blocos parlamentares da Assembleia Legislativa aconteceu na tarde de ontem no gabinete da Presidência. O encontro, que teve a duração de duas horas, definiu as regras a serem utilizadas na composição das Comissões Técnicas, o que ficou estabelecido segue o Regimento Interno da Casa, o critério escolhido foi o de blocos partidários. Deste modo, como a união entre PT e PTB possui o maior número de deputados, oito ao todo, a representação terá o direito de fazer a primeira indicação, ou seja, o bloco está livre para indicar o presidente da Comissão de Constituição e Justiça.

O nome de Fábio Novo (PT) desponta nos bastidores da Casa como o principal favorito para ocupar a vaga, contudo, o parlamentar ainda não confirma o desejo, apontando para a soberania da decisão do bloco. “Nós vamos reunir o bloco e podemos optar pela CCJ, mas pode também ser outra Comissão, ainda não está fechado”, comentou. O parlamentar indicou que o resultado da reunião apenas obedeceu o que está previsto no regimento da Assembleia.

“Era o que esperávamos, pois era o que valia o Regimento. Decidimos a fórmula de escolha, a maior bancada ficará com esse direito”, disse em entrevista ao Jornal Meio Norte.

CONSOLIDAÇÃO – A composição final das Comissões Técnicas deverá ser consolidada ainda nesta quinta (26), onde está marcada uma nova reunião com os líderes. Com a sequência estabelecida, o bloco PT/PTB escolhe a Comissão a qual indicará o presidente, seguido do PMDB, que possui a segunda maior representação com seis deputados, depois os blocos formados pelo o bloco PP, PDT e PRB, o bloco PP /PR e posteriormente as bancadas PSD, PSB e PSDB, cada uma com três parlamentares.“Como temos três blocos e quatro bancadas, todos vão participar e presidir comissões, e assim o bloco com maior número escolhe primeiro a comissão, depois sucessivamente, no caso o bloco PT/PTB vai escolher amanhã que comissão deseja e sucessivamente pelos blocos com menor número de deputados”, impôs o deputado Edson Ferreira (PSD).

 

Fonte: Francy Teixeira