Bolsonaro é condenado a indenizar Maria do Rosário em R$ 10 mil

Após dizer que ela 'não merecia' ser estuprada

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi condenado pela Justiça, em primeira instância, a pagar R$ 10 mil por danos morais à deputada Maria do Rosário (PT-RS). A deputada entrou com uma ação contra Bolsonaro após ele ofendê-la no plenário da Câmara dos Deputados, em dezembro de 2014.

Image title

Na ocasião, a deputada discursou sobre a importância da Comissão Nacional da Verdade, e, em seguida, Bolsonaro subiu ao plenário e retrucou: "Há poucos dias você me chamou de estuprador no Salão Verde e eu falei que não estuprava você porque você não merece. Fique aí para ouvir”.

No dia seguinte, o deputado reafirmou sua posição e fez uma nova ofensa ao justificar sua fala: "Ela não merece porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria. Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece."

A decisão é da 18ª Vara Cível de Brasília. A deputada publicou em sua página do Facebook uma carta aberta às mulheres agradecendo o apoio durante o processo e enfatizando a importância desta conquista:

"Não podemos esmorecer, pois temos a responsabilidade de mostrar caminhos de justiça, de fazer valer as leis que criamos, de buscar um mundo em que nenhuma mulher, nenhum ser humano, seja desrespeitado em sua dignidade."

Fonte: Com informações do Brasil Post