Brandão diz que governo está preocupado com estiagem

Segundo Brandão,220 mil famílias piauienses serão prejudicadas pela estiagem. Contudo, apenas 68 mil tem direito ao Seguro Garantia-safra etc

A estiagem que está assolando dezenas de municípios piauienses tem sido motivo de preocupação por órgãos do Governo do Estado, Associação Piauiense de Municípios (APPM) e entidades ligadas ao assunto. A problemática pode levar pelo menos 150 municípios piauienses a decretarem estado de emergência por conta dos prejuízos causados pela falta de chuvas. O deputado estadual Wilson Brandão (PSB), líder do governo na Assembléia Legislativa, falou que o Governo está preocupado com a situação dos agricultores e que planeja ações para minimizar o sofrimento das famílias.

Segundo Brandão, levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que 220 mil famílias piauienses serão prejudicadas pela estiagem. No entanto, apenas 68 mil tem direito ao Seguro Garantia-safra e outras 20 mil ao seguro Próagro Mais. ?Ou seja, pelo menos 130 mil agricultores ficam desamparados, sem ter uma fonte de recursos para garantir a sobrevivência nesse período de secas?, contabiliza, defendendo a mobilização dos deputados estaduais e prefeitos para a elaboração de projetos que minimizem os efeitos provocados aos agricultores.

O governador Wilson Martins (PSB) já garantiu que o Governo do Estado irá atender todas as famílias prejudicadas. Para isso, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Secretaria de Defesa Civil e Emater foram orientados a agilizar a parte burocrática dos programas de assistência. O parlamentar apresentou como proposta a ser discutida a criação do ?Bolsa Estiagem?, programa que prevê uma ajuda financeira de R$ 600,00, pagos em 4 parcelas de R$ 150,00 a partir do mês de agosto para os agricultores dos municípios atingidos pela estiagem.

Wilson Brandão lembrou que apesar das chuvas registradas em algumas regiões do estado, a maioria dos municípios está com a produção agrícola de 2010 prejudicada, sendo que em alguns casos as perdas alcançaram o patamar de 80%. Os prejuízos podem chegar a R$ 79 milhões de acordo com estudos recentes. ?O problema é que 136 municípios são conveniados para receber os recursos, mas apenas 6 enviaram os relatórios técnicos. O prazo se encerra dia 28 de maio?, alerta. (M.M)

Fonte: Mayara Martins