Câmara autoriza corte já neste mês para supersalários de servidores

De acordo com a Diretoria Geral da Casa, 1.371 trabalhadores recebiam acima do teto constitucional do funcionalismo público, que hoje é de R$ 28 mil

A folha de pagamento da Câmara dos Deputados terá uma redução de R$ 6,7 milhões no dia 24 deste mês, quando passa a valer o corte dos supersalários pagos a 1.371 servidores. De acordo com a Diretoria Geral da Casa, esses trabalhadores - sendo 676 ativos e 695 inativos - recebiam acima do teto constitucional do funcionalismo público, que hoje é de R$ 28 mil. A economia anual será de R$ 80 milhões.

O comando da Câmara já havia informado que haveria o corte em cumprimento a um acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU) de agosto, que solicitava a limitação dos pagamentos em valor correspondente ao máximo pago no serviço público a ministros do Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, a Casa havia divulgado o número de funcionários atingidos, mas, após novo levantamento, atualizou os dados.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), informou, no entanto, que os servidores que recebiam acima do teto não terão que devolver o valor pago a mais. Isso ocorreu no Senado, por força de outra decisão do TCU.

?Aqui não houve essa reclamação, portanto, esse assunto não está em análise?, afirmou Alves.

Fonte: Correio Braziliense