Câmara dos Deputados prevê economizar R$ 17,9 milhões com nova regra para passagens

Foram gastos no primeiro trimestre deste ano R$ 9,8 milhões com passagens aéreas

A Câmara dos Deputados prevê uma economia de R$ 17,9 milhões com as medidas de restrições de gastos com passagens aéreas confirmadas nesta terça-feira (28) após um acordo dos líderes partidários. A previsão da Câmara é que os gastos mensais da Casa com passagens aéreas sejam a partir de agora de R$ 5,1 milhões mensais, caso os deputados usem a cota de forma integral.

Segundo dados da Secretaria de Comunicação da Câmara, R$ 15,5 milhões serão economizados com a redução da cota em 20%. O restante, R$ 2,3 milhões, vem da extinção das cotas extras para líderes partidários e de integrantes da Mesa Diretora, que era de 25% acima da cota normal dos outros deputados.

Nos três primeiros meses deste ano, no entanto, nem todos os deputados usaram a cota integral. Segundo a Câmara, foram gastos no primeiro trimestre deste ano R$ 9,8 milhões com passagens aéreas.

Fonte: g1, www.g1.com.br