Câmara Itinerante chega à sua 27ª audiência debatendo violência

Foram debatidos problemas como a falta de segurança.

O bairro Parque Wall Ferraz, na zona Norte da cidade, foi palco para a vigésima sétima audiência do projeto Câmara Itinerante, da Câmara Municipal de Teresina (CMT). A Escola Municipal José Gomes Campos foi o local da audiência, que foi presidida pelo vereador Luiz Lobão, onde foram debatidos juntamente com lideranças comunitárias da região problemas como a falta de segurança e a demora na conclusão da obra de duplicação da avenida Poty Velho.

De acordo com o presidente da CMT, Luiz Lobão, a audiência foi solicitada pela própria comunidade e proposta na Casa por ele e pela vereadora Teresa Britto. “O projeto Câmara Itinerante tem essa peculiaridade de ir até a comunidade para ouvir as demandas da população e encaminhar soluções para os problemas apresentados. Fomos provocados pelos moradores do Parque Wall Ferraz, que têm sofrido com a falta de segurança na região e também com o ritmo lento da obra de duplicação da Avenida Poty Velho”, disse Lobão.

Como encaminhamento da audiência ficou acertado que será solicitado o aumento do contingente de policiais para o bairro, que hoje tem cerca de 90 policiais. Será também solicitado da Prefeitura de Teresina informações sobre o cronograma de execução da obra de duplicação da avenida para prestar contas aos moradores sobre o andamento dos serviços. “Essa é a função do Câmara Itinerante, ouvir a comunidade e encaminhar as demandas aos órgãos competentes para que sejam dadas as repostas necessárias para a solução dos problemas apresentados”, completou Lobão.

O projeto “Câmara Itinerante” é um instrumento da Câmara Municipal de Teresina que visa a interação com a comunidade, buscando ouvir as reais necessidades dos munícipes, facilitando assim a concretização de metas com o povo e a cidade.

Por meio de audiências públicas nas comunidades o projeto busca popularizar os trabalhos legislativos, aproximar o contato direto do vereador com a população da zona urbana e rural, bem como promover a integração entre o Poder Legislativo e a comunidade, abrindo a perspectiva de trabalharem juntos em prol de uma cidade melhor, a partir da discussão comum dos problemas que envolvem o município.

“Nós, como lideranças comunitárias, precisamos nos unir e conduzir esse processo de busca de melhorias para as nossas comunidades e essas audiências nos nossos bairros são uma ótima oportunidade. Nossa função é trabalhar pela coletividade e aqui estamos, discutindo sobre a violência que assola o nosso bairro e problemas de infraestrutura e saúde. Temos convicção de que nossos vereadores encaminharão nossas demandas aos poderes competentes”, afirmou Francisco das Chagas Lima, presidente da Associação de Moradores do Parque Brasil II.

Ficou acertado com os moradores da região que será realizada uma nova audiência no bairro em um prazo de 15 dias para serem discutidos temas como a subestação de água e os resultados das solicitações sobre o andamento da obra de duplicação da avenida Poty Velho.


Audiência do Projeto Câmara Itinerante (Crédito:  Assessoria )
Audiência do Projeto Câmara Itinerante (Crédito: Assessoria )
Fonte: Com informações da Assessoria