Câmara vai divulgar detalhes dos gastos dos deputados com verba indenizatória

Atualmente, só é publicada a rubrica dos gastos.

A Mesa Diretora da Câmara decidiu nesta quarta-feira (11) divulgar detalhadamente os gastos dos deputados com a verba indenizatória, que é de R$ 15 mil por mês. Atualmente, só é publicada a rubrica dos gastos. A partir de agora, eles serão especificados de acordo com as notas fiscais entregues pelos parlamentares para comprovar as despesas.

Caberá ao primeiro-secretário da Casa, Rafael Guerra (PSDB -MG), elaborar uma fórmula para a divulgação. O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), disse que o momento é de dar mais transparência aos gastos e determinou a Guerra decidir até terça-feira (17) a forma como seria feita a divulgação.

O primeiro-secretário disse ser a intenção colocar os gastos na internet. A divulgação atual, apenas com a rubrica dos gastos, já é feita no site da Câmara. "Vou fazer a proposta. Vamos assumir essa responsabilidade". Ele destacou que pode haver dificuldade para colocar cópias das notas diretamente no sistema, pois seriam cerca de 17 mil notas fiscais por mês.

Guerra afirma que a divulgação não será retroativa, sendo aplicada apenas para os gastos a partir de agora. Por isso, não será possível consultar as notas dos gastos do deputado Edmar Moreira (DEM-MG), que usou 80% da verba indenizatória com gastos com segurança pessoal, apesar de ele próprio ser de uma empresa de segurança.

O primeiro-secretário afirmou também que a questão de Moreira é de responsabilidade da corregedoria da Casa, função para a qual foi eleito nesta tarde ACM Neto (DEM-BA).

Fonte: g1, www.g1.com.br