Candidato à Prefeitura de São Luís, João Castelo é sabatinado em programa na Mirante AM

O candidato a prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), foi sabatinado na manhã de hoje (13)

O candidato a prefeito de S?o Lu?s, Jo?o Castelo (PSDB), foi sabatinado na manh? de hoje (13) na R?dio Mirante AM. Participaram da sabatina os jornalistas e radialistas da R?dio Mirante AM e do Jornal ?O Estado do Maranh?o?, Roberto Fernandes, Geraldo Castro, M?rio Carvalho, Andr? Martins, D?cio S? e Marco Aur?lio D?E?a.

Dentre os temas abordados no debate: propostas de governo, nepotismo, experi?ncia administrativa, ataques pessoais contra o advers?rio, entre outros assuntos. Amanh? (14), ser? a vez do candidato a prefeito, Fl?vio Dino (PCdoB), ser sabatinado na Mirante AM. A entrevista come?ar? ?s 8h15, no Programa Ponto Final.

Crise Econ?mica Norte-Americana

?Lembro que no per?odo que em eu fui governador enfrentei uma crise muito grave. A crise do petr?leo. Ningu?m tinha recurso, todo mundo vivia preocupado. E apesar disso consegui transformar o Maranh?o num verdadeiro canteiro de obras. Em rela??o a crise atual ? uma crise localizada nos Estados Unidos, ela vai se refletir no mundo inteiro, pela import?ncia que os estados unidos tem, mas, na realidade, o Brasil est? muito bem estruturado, se conseguirmos controlar a infla??o para que ela se mantenha como vem se mantendo at? hoje, se n?s conseguirmos fazer com que nosso PIB n?o caia, que haja produ??o, evidentemente, que n?s teremos mantido o bom n?vel de emprego e manteremos a posi??o dos consumidores, isso ? muito importante. A crise pode diminuir, naturalmente, nossa possibilidade de investimento, porque a capta??o de recursos se torna mais dif?cil, mas ela (capta??o de recursos) n?o vai desaparecer, porque o mundo n?o vai parar.?

Pesquisa da Escutec ? Empate t?cnico

?Na realidade, esta pesquisa da Escutec foi feita, talvez, muito antes do momento adequada para fazer. Eu acho que ela devia ter sido feita depois que come?assem os entendimentos para as parcerias. N?s temos tr?s outras pesquisas que d?o uma diferen?a de 8-9% para mim. N?o divulgamos porque s?o pesquisas internas que n?s fizemos, inicialmente, para nos orientar. Mas fico feliz com essa pesquisa, feliz porque apesar de todas as dificuldades, apesar de tudo aquilo que se espalhou na cidade para distorcer a cabe?a do eleitor, eu ainda apare?o como o grande vitorioso.?

Ataques pessoais ? Panfletos de Pastores

?Os pastores n?o fazem parte da minha coliga??o. Eles adotam a posi??o deles de apoiamento ? minha candidatura, por uma quest?o religiosa, de ponto de vista. N?s estamos em uma democracia e existia, inclusive, pastor que era vice de candidato. N?o tem panfleto ap?crifo, existe uma carta dirigida aos evang?licos assinada pelos pastores. Pessoas que de responsabilidade que fazem documentos assinados, sabem o que est?o fazendo. Eu n?o posso ser acusado disso, o Fl?vio Dino est? procurando um pretexto para justificar o que ele fez contra mim. Distribuiu panfletos e pregaram nas paradas de ?nibus. Na realidade, o que ele devia fazer ? o que eu fiz a campanha toda, uma campanha propositiva na rua, conversando com o povo e nunca se preocupando em fazer terrorismo para deixar o povo mais humilde preocupado, como os funcion?rios e o pessoal que recebe o Bolsa Fam?lia.?

O que faltou para ganhar no 1? turno

?Eu nunca afirmei que venceria no primeiro turno. Pelo contr?rio, eu sempre dizia que partia da estaca zero, com toda humildade para conquistar o voto, para pedir o voto do povo, que eu estava trabalhando para ganhar a elei??o. Eu nunca disse que iria ganhar no primeiro turno, mas trabalhava para ganhar, se poss?vel, logo no primeiro. O resultado foi o melhor poss?vel.?

Castelo tinha experi?ncia quando foi governador aos 41 anos?

?Quando assumi o Governo do Estado, com 41 anos, eu j? havia sido funcion?rio da Prefeitura Municipal por sete meses, eu j? tinha s? de banco da Amaz?nia 10 anos de gerente que ? executivo de alto n?vel, cinco anos de diretor do banco e at? presidente. Eu comecei minha vida muito novo. Eu tinha uma experi?ncia de executivo muito grande. Eu sou muito mais um executivo na pol?tica, do que um pol?tico no executivo. Ent?o, experi?ncia eu tinha, pelos cargos que exerci. E na realidade, meu opositor, saiu da faculdade foi ser promotor, procurador, depois juiz, ele tem muita experi?ncia com assuntos do Judici?rio, mas com assuntos administrativos, acho que ele n?o tem.?

Propostas para resolver o caos no tr?nsito de S?o Lu?s

?N?s temos um projeto para um novo anel vi?rio. Muito maior. N?s temos projetos de amplia??o das avenidas, de ciclovias nas avenidas. Temos um projeto que ? muito importante, que ? concluir todas as ruas internas, algumas delas uma parte pronta e a outra por fazer, ent?o, a pessoa para sair de um bairro para o outro ela d? uma volta enorme para pegar a avenida, quando ela poderia pegar uma rua que liga um bairro ao outro, facilmente. Esse projeto vai resolver os problemas.?

Declara??o de bens ? R$ 630 mil em caixa

?Esse valor para mim ? muito normal. Porque o meu rendimento constante do Imposto de Renda, s? no ano passado, ? superior a R$ 500 mil. ? quase essa economia toda. Ent?o, vou economizando e vou guardando como quiser. Voc? pode aplicar esse recurso em metais preciosos, moeda estrangeira, tudo isso da forma da lei.?

Campanha milion?ria, com o publicit?rio Duda Mendon?a

?Houve uma leviandade. Isso n?o ? verdade. Tudo isso est? sendo feito oficialmente, com doadores oficiais, inclusive, grande parte da doa??o ? do partido nacional, que est? mandando os recursos para minha campanha. Voc?s v?o ver minha presta??o de contas. Eu n?o posso dizer para voc?s antecipadamente, porque disso, n?o cuido eu. Se eu fosse cuidar desses assuntos todos, eu n?o faria campanha. Isso ? assunto da minha coordena??o. Procurem a coordena??o, conversem com eles, que, certamente, eles v?o esclarecer se acharem conveniente. Porque, na realidade, eles s?o obrigados a esclarecer, depois, na presta??o de contas, que ? uma coisa p?blica e que o povo vai tomar conhecimento.?

Nepotismo

?Minha mulher nunca trabalhou em lugar nenhum. Minha mulher s? trabalhou comigo quando fui governador, sem sal?rio, ela n?o tinha sal?rio. E depois, quando ela foi prefeita. E al?m de prefeita, ela foi secret?ria por sete meses do governo passado, porque foi convidada para ajudar na secretaria das cidades. L? no Itaqui, existem 16 assessorias na presid?ncia, eu precisava de gente da minha absoluta confian?a. Minha filha ? arquiteta h? 25 anos, minha filha tem administra??o financeira na PUC, minha filha ? advogada. Ent?o, entre os 16, eu nomeei um assessor que era ela, para ficar perto de mim e ficar olhando as coisas todas para ficar me alertando de alguma coisa. Dizem que eu fiz nepotismo, mas eu nunca fiz nepotismo.?

Castelo: foi Cutrim quem disse que Fl?vio Dino ? candidato dos Sarney

?Quem disse que o Fl?vio Dino ? do partido dos Sarney foi um homem s?rio como o Cutrim. Ele assistiu Fl?vio Dino em reuni?o na casa dos Sarney discutindo com a Roseana. Agora o que pegou mal foi ele ter entrado pela porta do fundo. Quando eu andava com os Sarney, entrava pela porta da frente e caminhava com eles para todos os lugares. Nunca escondi minhas condi?es. O Sarney d? tudo, s? n?o d? a vida, para n?o deixar que eu seja executivo no Maranh?o?.

Apoio de Lula caso seja eleito

?O Presidente disse que n?o ser? o PT, nem o PCdoB, nem um deputado ou senador amigo dele que ir? impedir que ele trabalhe pelo Brasil inteiro. O que ele quer s?o projetos bem feitos e de interesses daqueles que necessitam. O Lula tem apoiado todos os munic?pios independentes do partido. Isso quem est? falando ? o meu opositor que est? tentando iludir o povo. Como ele n?o tem bagagem para competir comigo em termos de votos e fica dizendo que essas coisas: ?se o Castelo for prefeito ele n?o vai fazer nada por que o Lula n?o vai deixar?. Isso n?o existe. Eu fui colega do Lula na constituinte eu era senador e ele deputado. Se o dirigente ? bom ele d? apoio?.

Propostas para o transporte

?No caso de coletivos precisamos melhora as condi?es do transporte coletivo, precisamos aumentar a frota de ?nibus e melhorar a qualidade desses coletivos, assim como construir mais abrigos para os passageiros. Vou discutir com os empres?rios dos coletivos para ver qual ser? o valor mais justo para a passagem sem fazer com que os empres?rios quebrem.?

Constru??o do Hospital no Angelim e quest?es da Sa?de

?Eu mostrei no programa eleitoral com os engenheiros, onde vai ser o hospital. Quase defronte do Makro, numa ?rea alta, no Angelim. Tem uma ?rea l? de 40 mil m?, que ? uma ?rea p?blica, do Estado. O projeto j? est? na fase final, j? tem at? a maquete. O projeto ser? constru?do, exatamente, para o hospital de emerg?ncia com v?rios leitos, tipo o Hospital Geral. Para que quando o traumatizado, o doente da emerg?ncia tenha para onde ir. Esse hospital gira em torno de 50-60 milh?es, sem os equipamentos. N?s temos recursos federais para isso. O pr?prio Estado pode ajudar, dada a import?ncia do assunto. No segundo ano de governo, eu quero estar com esse hospital pronto. Isso ? fundamental para S?o Lu?s, n?o pode esperar. A situa??o daqui ? grav?ssima, agora o que temos que fazer mais rapidamente ? fazer os postos m?dicos funcionarem, fazer com que o pessoal tenha as consultas regularmente. A prefeitura pode fazer. Se ela tiver recursos de fora para ajudar, ela faz aquilo em um ano, se n?o tiver, ela vai fazer em dois, mas ela faz.?

Fl?vio Dino diz que Castelo gosta de obras fara?nicas

?Por a? voc? v? que ele n?o tem a m?nima condi??o de ser prefeito. Se ele chama a Cidade Oper?ria de fara?nica, se ele chama o Maiob?o de fara?nico, se ele diz que o Italuiz ? fara?nico, a ponte Bandeira Tribuzzi ? fara?nica e o f?rum tamb?m. Ent?o eu n?o sei qual ? obra que tem sentido social que n?o ? fara?nica.?

Apoio do Governador Jackson Lago

?O governador n?o tem d?vida a nos pagar. E n?o est? quitando d?vida. Fiz uma visita ao governador, Fl?vio Dino fez tamb?m, depois do 1? turno. Fui l? conversar com ele e disse: governador, vou ganhar a elei??o, j? senti que o povo me quer como prefeito. Quero lhe dizer que estarei colaborando com seu governo para que a gente fa?a junto tudo aquilo que o povo precisa. E espero que o senhor, seu governo, retribua tudo isso. E ele me disse para contar com ele em g?nero, numero e grau. Que tudo aquilo que for poss?vel fazer em S?o Lu?s ele far? junto comigo.?

Programa Palafita Zero, casas dignas, mas gastos com energia e IPTU

?Eu vou rever essa quest?o de IPTU para que as pessoas de baixa renda (palafitas), n?o tenham que pagar IPTU, energia el?trica e taxa de lixo.?

Terras irregulares na ?rea Itaqui-Bacanga

?Na hora que eu assumir a prefeitura, eu vou fazer tudo para regularizar os terrenos das casas daqueles daqui de S?o Lu?s que est?o at? hoje sem regularizar. Vamos regularizar esses terrenos todos, doa a quem doer. Isso ? muito importante. Cada cidad?o e cidad? t?m que ter o t?tulo do terreno de sua casa. A primeira subprefeitura que eu vou criar, ser? na ?rea Itaqui-Bacanga, vou criar no Anjo da Guarda para toda a ?rea Itaqui-Bacanga. Ela vai cuidar disso.?

Posi?es contr?rias ao trabalhador quando exerceu o mandato de deputado federal

?N?o fui s? eu que votei a favor, uma grande maioria votou a favor da liberdade que o empregado e o empregador possam discutir seus interesses, para alterar qualquer coisa, isso ? democr?tico. O que n?o quer?amos ? que o empregado ficasse garroteado, sem o direito de discutir. Se voc? verificar, quem votou a favor desse projeto, voc? vai ver que foi a grande maioria do congresso nacional. Por outro lado, eu tamb?m votei contra o aborto, que eu acho um crime. Eu votei contra coisas que muita gente ap?ia, mas que a sociedade condena moralmente.?

Casamento Homossexual

Questionado sobre seu posicionamento em rela??o ao casamento homossexual, o candidato tucano preferiu n?o se pronunciar contra ou ? favor.

Proposta de debate na sexta-feira contra Fl?vio Dino na Mirante AM

?Eu n?o posso ficar s? indo a debates, eu tenho que estar com o povo. Eu n?o sou de fugir de debate. J? est? confirmada minha presen?a no debate da TV Mirante. Pois existe uma agenda de campanha e o tempo ? muito curto.?

Recursos da prefeitura para projetos

?Eu n?o conhe?o os recursos da Prefeitura atualmente. Vou procurar ajustar da melhor maneira poss?vel o or?amento e administra??o da prefeitura para n?o gastar menos com a prefeitura em si e gastar mais com o ser humano.?

Demitir funcion?rios

?N?o vou demitir ningu?m como est?o criminosamente espalhando contra mim. O povo vai continuar trabalhando. N?o tenho por que demitir ningu?m, meu perfil ? outro.?

Propostas para Infra-Estrutura

?Vou resolver todos os problemas. A prioridade ? a sa?de, saneamento b?sico e os problemas das avenidas de S?o Lu?s.?

Analfabetismo em S?o Lu?s

?Vou botar essas escolas da prefeitura para funcionar ? noite para alfabetizar esses 60 mil jovens analfabetos de S?o Lu?s.?

Fonte: Imirante, www.imirante.com.br