Candidato à prefeitura sofre atentado no RJ e reage com tiros

'Se eu não reajo, eles tinham me matado', contou o candidato

O candidato a prefeito de Japeri, na Baixada Fluminense, Andrezinho, do PRP, foi vítima de um atentado no início da madrugada desta sexta-feira (23) quando chegava em casa, no bairro Chacrinha, em Japeri, na Baixada Fluminense. O candidato, que é policial, estava armado, reagiu e baleou um dos suspeitos.

André Luís de Oliveira Cristino, o Andrezinho, contou que estava seguindo para casa em seu carro particular pela Rua Santo Antônio, próximo do Largo da Chacrinha, por volta de meia noite e meia, acompanhado de um segurança. A cerca de 500 metros de casa, quando um carro no sentido contrário, com quatro homens armados, o  fecharam. Em entrevista, Andrezinho contou como foi fechado e alvejado pelos criminosos.

“Por volta de 1h da manhã eu estava voltando para casa, pois tinha acabado os trabalhos da campanha. Um carro passou por mim, manobrou atrás de mim, me ultrapassou e me fechou. De dentro saíram quatro homens, que começaram a atirar, mas provavelmente não viram que o carro era blindado”, explicou o candidato.

Obrigado a parar, o carro do candidato foi alvejado por vários disparos. Como é policial, ele estava armado e trocou tiros com os suspeitos, que deram ré e conseguiram fugir. Andrezinho, que é policial do Bope, conta que reagiu aos disparos.

“Eu reagi e consegui balear um, que caiu no chão. Depois atingi outro, que caiu dentro do carro. Ainda troquei tiros com os dois que sobraram. Dei ré e fui buscar ajuda. Quando voltei, eles tinham levado o que caiu no carro e não estavam mais lá,” disse Andrezinho.

O candidato foi até o posto de policiamento comunitário de Japeri,que fica no centro do município, pedir ajuda. Ele abandonou o carro próximo a linha férrea, atravessou à pé e conseguiu chegar ao posto. Ele contou que esta foi a primeira vez que sofreu uma agressão do tipo.

“Primeira vez que isso aconteceu. A política aqui é suja. E eu estou incomodando. Minha imagem é jovem. E tentaram me tirar de cena. Se eu não reajo, eles tinham me matado”, contou Andrezinho.

Os policiais militares foram até o local, mas os suspeitos não foram encontrados. Andrezinho, que não se feriu, foi na manhã desta sexta (23), registrar a ocorrência no 63ª DP (Japeri). O carro do candidato, com marcas de tiros,  vai ser periciado.

Image title

Fonte: Com informações do G1