Candidato a reitor da Chapa 2 faz representação por assédio moral

A representação foi motivada por queixas de servidores sobre pressões sofridas para a uso da camiseta de campanha da Chapa 1.

O candidato a reitor da Chapa 2 "Nossa Uespi", Antônio Honório Gonçalves, protocolou nesta quinta-feira, 17, uma representação por assédio moral contra a administração da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). De acordo com o documento, a representação foi motivada por queixas dos servidores sobre pressões sofridas para a uso da camiseta de campanha da Chapa 1, encabeçada por Nouga Cardoso, atual vice-reitor da Universidade.

Consta no documento que o candidato Antônio Honório foi informado de que servidores estão sendo pressionados subliminarmente a ir até o vice-reitor e assinar uma lista confirmando a vontade de vestir a camiseta de campanha durante o horário de trabalho.

O professor Honório alega que a atitude de quem veste a camiseta espontaneamente também está criando um desconforto moral para aqueles que não a utilizam no horário de trabalho. A representação descreve que tal atitude identifica os que não querem vestir a camiseta como opositores e os obriga a vestir a peça.

"Tal atitude está criando um ambiente de trabalho constrangedor e clima de assédio da administração com os servidores e dos servidores entre si", pontua o candidato da Chapa 2. Ele solicita que seja determinado de imediato que a administração da Uespi de forma conjunta com a Comissão Eleitoral proíba a utilização das camisetas ou qualquer outra forma de identificação no ambiente de trabalho, assim como circule qualquer lista para recebimento de camisas.

Fonte: Ascom