Candidatos falam do sonho de governar o Brasil

Candidatos falam do sonho de governar o Brasil

A Rolling Stone Brasil contempla o leitor com três capas diferentes em uma mesma edição

Pela primeira vez em sua história, a Rolling Stone Brasil contempla o leitor com três capas diferentes em uma mesma edição (com conteúdos iguais).

Desta vez, imersos no contexto político sustentado pelas eleições 2010 - a serem realizadas no mês de outubro -, estampam a edição 48 da revista os candidatos à Presidência da República Marina Silva (PV), José Serra (PSDB), e Dilma Rousseff (PT), que concederam entrevistas exclusivas (no caso dos dois primeiros, pessoalmente, tendo Dilma respondido às perguntas via e-mail) para mostrar aos eleitores o porquê de merecerem assumir o maior cargo da nação - bem como as responsabilidades a ele inerentes. Clique nos links abaixo para ler trechos das entrevistas.

Entrevista RS: Marina Silva

Marina silva reclama do frio. É o fim de um dia nublado de maio quando a candidata a presidente pelo Partido Verde enfim se desvencilha da agenda e se coloca disponível para a entrevista com a Rolling Stone Brasil. O local escolhido foi o escritório de seu comitê, no 2o andar de uma ampla casa reformada a partir dos resquícios de uma casa noturna, na Zona Oeste de São Paulo. Com um xale nos ombros e recostada em uma cadeira de escritório, a senadora de 52 anos nascida em Rio Branco (AC) chega a aparentar desconforto e fragilidade. Mas a impressão se dissipa no exato momento em que começa a disparar suas respostas, elaboradas com um misto de serenidade, clareza de discurso e agilizada eloquência - conforme fomos avisados a todo instante, a candidata precisaria estar no aeroporto em menos de duas horas para voar a Salvador. Compromissos obrigatórios de uma campanha que oficialmente ainda nem havia começado.



Entrevista RS: José Serra

Ao chegar a seu comitê de campanha na zona oeste de São Paulo, em uma tarde seca de agosto, José Serra contrariou de uma só vez duas das características que normalmente são atribuídas à sua pessoa: foi com evidente bom humor e apenas 30 minutos de atraso que o candidato do PSDB à presidência da República se apresentou para a entrevista para a Rolling Stone Brasil - não sem antes digitar algumas rápidas mensagens em seu Twitter pessoal. Paulistano de 68 anos com longa biografia política, Serra fez questão de ressaltar não crer nas pesquisas que o apontavam naquele momento como segundo colocado nas intenções de voto, atrás da adversária petista. Mantendo uma linha de discurso forçosamente otimista com lampejos nostálgicos, o ex-ministro da Saúde e ex-governador do estado de São Paulo, hoje candidato do PSDB ao maior cargo da nação, demonstrou impaciência somente diante de questões relacionadas a seu ego.



Entrevista RS: Dilma Rousseff

Foram oito meses de tentativas, sucessivas negativas, quase uma dezena de assessores consultados, inúmeras explicações e frustrações: as dificuldades e os percalços em conseguir uma longa entrevista com a candidata Dilma Rousseff (PT) foram - traçando um paralelo com os temas e personagens normalmente retratados pela Rolling Stone Brasil - dignos de uma celebridade musical, cinematográfica ou televisiva de primeira grandeza. Mesmo antes da confirmação de sua candidatura ao cargo máximo da nação, plenamente apoiada pelo atual presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a organização da campanha tentava blindar a mineira Dilma, 62 anos, de um contato mais aprofundado com os principais órgãos de imprensa do Brasil. Foi somente após sua consolidação no topo das pesquisas de opinião que o cerco a seu redor se afrouxou - mas não o suficiente: todas as nossas insistentes solicitações para uma entrevista com Dilma em corpo presente foram negadas, supostamente por causa da atribulada agenda de compromissos relacionados à campanha. As respostas a seguir foram concedidas por meio de uma única troca de e-mails com a candidata.



Fonte: Terra, www.terra.com.br