Candidatos garantem PCCS dos médicos em debate na Simepi

Candidatos garantem PCCS dos médicos em debate na Simepi

Firmino, Elmano e Wellington afirmaram que se forem eleitos irão cumprir o Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) proposto pela categoria médica

Os três candidatos a prefeito de Teresina que aparecem com melhor colocação nas pesquisas de intenção de votos, Firmino Filho (PSDB), Elmano Férrer (PTB) e Wellington Dias (PT), afirmaram na tarde de ontem, durante participação no debate do Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi), que se forem eleitos irão cumprir o Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) proposto pela categoria médica no Piauí. Na presença das três Entidades Médicas, políticos e demais convidados, os candidatos foram sabatinados a respeito de políticas públicas e condições de trabalho para os profissionais.

Na primeira parte do debate, os candidatos responderam perguntas do Simepi, Conselho Regional de Medicina, e Associação Piauiense dos Médicos. Depois, foram questionados por profissionais da plateia. Entre os temas debatidos estavam questões sobre o cumprimento de acordos trabalhistas com a categoria, medidas de modernização da saúde em Teresina e ainda projetos para proporcionar aos médicos aperfeiçoamento na área. Wellington, Elmano e Firmino responderam ainda sobre ações que pretendem implementar para desafogar os grandes hospitais da capital e melhorar o atendimento à população.

?Teresina, como o Piauí é um polo de saúde e quem governa Teresina tem que manter esse título. Queremos um compromisso pela reestruturação dos hospitais e do modelo de gestão e para que os médicos tenham melhores condições de trabalho. Como a cidade é um pólo de saúde, com a grande demanda, nós profissionais ficamos sobrecarregados e a população sem atendimento adequado?, afirmou a presidente do Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi), Lúcia Santos.

Ela lembrou a capital recebe pacientes de vários Estados como Maranhão, Pará, Tocantins e Ceará, porém, sem a contrapartida financeira necessária, o que gera uma demanda superior à capacidade de atendimento dos hospitais municipais e estaduais. O debate aconteceu no auditório do Sindicato dos Médicos. O candidato Beto Rego (PSB) foi convidado, mas por ter ou-tros compromissos para a mesma data não deverá comparecer.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte