Candidatura de Renato Berger à presidência da Câmara deve ser oficilizada hoje

""Tenho aceitação da maioria dos vereadores eleitos"", ressalta Berger

Minimizando as resist?ncias o vereador Renato Berger (PSDB) deve ser

oficializado nesta quarta-feira como candidato de seu partido a presidente da C?mara de Vereadores.

O vereador afirma que nas outras duas oportunidades que foi presidente da Casa foi bem visto tanto pelos servidores como pelos vereadores. ?Tenho aceita??o da maioria dos vereadores eleitos?, ressalta.

A manifesta??o oficial do PSDB no sentido de sacramentar a escolha de Renato Berger deve acontecer nesta quarta-feira, j? que na ?ltima segunda o vereador conversou com quase todos os colegas de bancada.

?Tivemos uma conversa de cinco vereadores e infelizmente o vereador Ferreira n?o foi, mas vou conversar com ele esta quarta-feira. Acho que hoje (19) portanto temos um candidato do partido?, destacou. O parlamentar in- clusive j? conta com apoios vindos do PSB e do PMDB.

Al?m disso, o vereador Renato Berger demonstra ter certeza do apoio da maioria dos vereadores eleitos. ?Tenho conversado com o PSB que ? simp?tico a minha candidatura, assim como o PMDB e o DEM. O Valdemir, o Pastor Levino, o Elizeu e o Paulo Roberto tamb?m s?o simp?ticos e por isso sou simp?tico ao grupo?, ressaltou o parlamentar. Entretanto, o parlamentar evita ser considerado como ?o candidato do prefeito?. ?N?o

sou o candidato do prefeito, mas do PSDB que ? o maior

partido?, diz.

Sobre as resist?ncias, Renato Berger comenta que elas s?o advindas do enfrentamento entre candidaturas. ?Resist?ncias s?o poucas. S?o mais por um processo de elei??o quando tem algumas pessoas que agem

para desestruturar outra candidatura, que eu n?o agiria assim?, relata. O vereador inclusive aponta os focos das resist?ncias. ?No nosso partido havia uma conversa entre os seis vereadores de que aquele que viabilizasse sua candidatura ser? o candidato e acho que deve per-

manecer assim?, explica.

Ele confia no bom relacionamento para superar as tais resist?ncias. ?Acho que dentre os presidentes que estiveram l? o maior reconhecimento ? da minha pessoa. Isso quer dizer que fui um bom presidente da Casa para o servidor?, disse o parlamentar. (C.R.)

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte