Candidatura de Requião será lançada no Piauí

O Piauí será o próximo palco da estratégia eleitoral do governador do Paraná, Roberto Requião

O Piauí será o próximo palco da estratégia eleitoral do governador do Paraná, Roberto Requião, que lançará no dia 27 de janeiro sua candidatura própria a presidente.

O ex-presidente do diretório regional do PMDB, Tomaz Teixeira, está organizando a vinda de Requião ao Estado e adianta que as principais lideranças do partido, como o deputado federal Marcelo Castro e o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado estadual Themístocles Sampaio Filho, também estarão recepcionando o pré-candidato peemedebista.

Requião será recebido por Themístocles e os deputados do partido na Assembléia Legislativa e buscará o apoio dos piauienses para a convenção nacional do PMDB, que será realizada em fevereiro e definirá os rumos do partido nas eleições.

Dividido em três alas, o PMDB está indeciso, tanto no plano nacional como no local, sobre os rumos que tomará nas eleições majoritárias deste ano. Nacionalmente, uma das facções do partido, liderada pelo deputado federal Michel Temer, e os senadores José Sarney (PMDB-AP) e Renan Calheiros (PMDB-AL), trabalha para viabilizar Temer como candidato a vice na chapa da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República. No Piauí, a ala governista é representada por Castro e Themístocles.

O ex-governador Orestes Quércia, presidente do PMDB em São Paulo, e o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) articulam o apoio do partido que possui o maior número de filiados no país para a candidatura do governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Roberto Requião e o senador Pedro Simon (PMDB-RS) integram a terceira divisão da sigla, que pretende consolidar a candidatura própria à presidente.

O governador paranaense é apoiado pelos deputados piauienses da ala antigovernista do PMDB no Estado, Ana Paula, Mauro Tapety e João Mádison.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte