Candidatura de Sílvio é incerta, avalia Nunes

A convenção do PSDB será realizada no próximo dia 5 de dezembro

A partir do próximo dia 5, o deputado estadual Luciano Nunes Filho estará a frente do PSDB, único partido de oposição ao atual Governo no Piauí. Mesmo na oposição o deputado disse que o PSDB está aberto a conversações com vários partidos e que as alianças para as eleições em 2010 serão decisivas.

A convenção do PSDB será realizada no próximo dia 5 de dezembro. O presidenciável Aécio Neves, governador de Minas Gerais, fará o encerramento oficial do curso de formação política no Partido. Questionado sobre a participação de lideranças de outros partidos na convenção, o deputado disse que o Piauí tem lideranças políticas maduras e que sabem que o debate político entre Governo e oposição é salutar, mas não acredita que isso seja decisivo para a formação de alianças.

?Não acredito que a simples presença de um membro de outro partido na convenção de um partido queira dizer que uma aliança está garantida, mas o PSDB está aberto a conversar com todos os partidos que queiram um projeto de desenvolvimento para o Piauí, nós somos da oposição, mas mantemos um respeito mútuo com todas as lideranças do Piauí?, afirmou.

Luciano Nunes acredita que o PSDB tem um arco de alianças possíveis, como o PTB e o PMDB, mas ?o prefeito ainda não colocou a sua candidatura apenas admitiu a possibilidade o que deixar o PSDB muito animado que só em admitir esta possibilidade o prefeito Sílvio Mendes já aparece em primeiro lugar nas pesquisas, isso é bom, mas temos que ter cuidado para não atropelar a administração e antecipar o pleito?, argumentou Luciano Nunes Filho.

Na avaliação do deputado a candidatura do prefeito Sílvio Mendes não pode ser dada como certa. Segundo ele, uma candidatura a Governo ?depende de uma conjunção de fatores para que ela seja competitiva: vontade popular, vontade do partido, disponibilidade do candidato e as alianças?, acrescentou.

Segundo Luciano, aproximar o PSDB da capital com os PSDB do interior é um dos maiores objetivos da convenção.

?O partido tem presença no interior: são 14 prefeitos e 21 vice-prefeitos o que nós precisamos é motivar o partido para que se possa em 2010 ter uma candidatura própria?, explicou o deputado.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte