Cardozo estuda recurso contra impeachment após afastamento de Cunha

Ministro quer provar que processo foi retaliação ao Governo

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, disse nesta sexta-feira (6), que estuda recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para anular o processo de impeachment da presidenta DilmaRousseff com base na decisão que afastou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

De acordo com Cardozo, a suspensão do parlamentar reforça a tese de defesa da presidenta desde o início do processo de impedimento e mostra que Cunha cometeu desvio de poder.

“Foi mais um ato num conjunto de situações que obviamente mostrava que ele agia com competência desviada daquilo que a lei fixava. Essa decisão do Supremo ontem indiretamente reforça os argumentos de que houve desvio de poder durante toda a tramitação do processo na Câmara dos Deputados”, disse o ministro.

José Eduardo Cardozo
José Eduardo Cardozo
Fonte: Com informações da Agência Brasil