Cidadania Ativa atenderá São Francisco de Assis do Piauí

Sasc já realizou com a iniciativa cerca de 16 mil atendimentos

A Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Sasc) levará o Projeto Cidadania Ativa para o município de São Francisco de Assis do Piauí, localizado na mesorregião sudeste piauiense a 499 km de Teresina, neste sábado (30). Os serviços serão disponibilizados na Escola Municipal Capitão dos Santos, na Praça da Matriz, nº 514.

A população do município terá acesso de forma gratuita, aos serviços de assessoria jurídica; orientação nutricional; alistamento militar; expedição de foto 3x4; de certidão de nascimento; de carteira de identidade e de carteira de trabalho; além de orientação sobre os programas sociais Bolsa Família e Passe Livre; orientação sobre saúde, trânsito, sobre parcelamentos de contas de energia e de água e também orientação sobre o trabalho escravo no Piauí e ainda recreação infantil (brincadeira de criança, pintura de rosto e penteados infantis); e oficina da beleza (manicure, corte de cabelo, limpeza de pele, hidratação e beleza negra).


“Iremos levar os projetos da Sasc para todos os municípios do Piauí. O cidadania Ativa já percorreu em um ano, mais de 20 cidades do estado, garantido os mais diversos serviços para cerca de 16 mil pessoas, entre elas, uma população que nunca havia tirado documentos na vida, ou se quer ter tido a oportunidade de receber algum tratamento estético ou até mesmo orientações de saúde e consultoria sobre programas sociais como  Bolsa Família e Passe Livre”, ressaltou o secretário da Sasc, Henrique Rebelo.

O Projeto Cidadania Ativa é mantido pela Sasc e foi reativado em março de 2015, no início da atual gestão. Desse período até agora, o projeto esteve em mais 20 bairros de Teresina e 25 municípios do interior do estado,  realizando aproximadamente 16 mil e 500 atendimentos.

Para melhorar  a viabilização do projeto, a Sasc é parceira de outros órgãos públicos como a Secretaria da Segurança Pública, Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Setre), Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH) e o Sistema Nacional do Emprego (Sine).

Fonte: Ascom