Ciro Nogueira lidera faltas entre senadores do Piauí

O levantamento feito pelo site Congresso em Foco mostra que das 427

O senador Ciro Nogueira (PP) lidera a lista de faltas entre os piauienses no Senado entre fevereiro de 2011 e dezembro de 2014. O levantamento feito pelo site Congresso em Foco mostra que das 427 sessões, o piauiense faltou a 99, sendo 88 justificadas e 11 sem justificativa apresentada ao Senado. O parlamentar esteve presente em 328 sessões. Os números colocam Ciro como o 14º senador mais faltoso no período pesquisado.

A lista é liderada pelo senador Lobão Filho (PMDB-MA) que faltou a 164 sessões. O ex-senador João Vicente Claudino (PTB) encerrou seu mandato no ano passado com 77 faltas nos últimos quatro anos; e Wellington Dias (PT), atual governador do Piauí, faltou a 57 sessões.

Entre os 81 senadores, 13 registraram mais de 100 faltas entre 2011 e 2014, entre 450 sessões deliberativas realizadas no período. Na outra ponta da tabela, nos registros dos mais assíduos, figura o líder do governo no Congresso, José Pimentel (PT-CE), que foi a 447 das 450 sessões formalizadas (apenas três faltas, duas das quais não justificadas).

Segundo revelação da Revista Congresso em Foco, o Senado mantém um relatório secreto com o quadro de comparecimento de cada parlamentar, mas restringe seu acesso ao próprio congressista. Uma prática que até esta legislatura era bem diferente do que era feito na Câmara, que permitia ao eleitor acompanhar a frequência de seus representantes dia a dia.

Atualmente, os registros oficiais da Câmara passaram a ser obtidos com base na Lei de Acesso à Informação. Por determinação do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que atendeu a demanda dos próprios colegas, os registros de presença antes veiculados no portal institucional agora só são fornecidos por meio da legislação de transparência.

Fonte: Ananias Ribeiro