Presidente da Cmeie será ouvido por CPI da Câmara

Presidente da Cmeie será ouvido por CPI da Câmara

Renato Berger explicou que o depoimento foi remarcado devido o volume de documentos analisados durante o recesso parlamentar.

O depoimento do presidente da Comissão Municipal Expedidora da Identidade Estudantil (Cmeie), Edvan da Silva, na Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as irregularidades na entidade ocorrerá nesta quarta-feira na Câmara Municipal de Teresina.

O vereador Renato Berger (PSDB), presidente da CPI, explicou que o depoimento foi remarcado devido o volume de documentos que estavam sendo analisados pelos vereadores durante o recesso parlamentar. "Os documentos que foram entregues pela Cmeie à Câmara chegam a cinco mil folhas e não tivemos tempo suficiente para analisá-los", pontuou.

O vereador Pastor Levino (PRB) é o representante da Câmarana Cmeie. O cargo era antes ocupado por Décio solano (PT), que pediu afastamento alegando não estar conseguindo "resolutividade". Em maio, a Cmeie solicitou ao juiz Oton Lustosa uma liminar pedindo a suspensão e arquivamento da CPI contra a entidade. O magistrado, antes de conceder a liminar, intimou a Câmara dar um parecer sobre o assunto.

O parecer do procurador da Câmara sobre a CPI da Cmeie entende que a entidade pode ser fiscalizada pela Casa. Por prestar contas trimestralmente à Câmara, ter membros da prefeitura e do poder legislativo na comissão, realizando ações sociais em benefício dos estudantes, a Cmeie seria considerada passível de investigação.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte